• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Motorista que matou jovem em Cachoeiro diz que não se lembra do acidente

Polícia

Motorista que matou jovem em Cachoeiro diz que não se lembra do acidente

Paulo Sérgio Lopes Barrozo confirmou que ingeriu bebida alcoólica, mas não se recorda como aconteceu a tragédia. Ele teve fiança estipulada em 20 salários mínimos para deixar a prisão

Paulo Sérgio Lopes Barrozo disse à polícia que não se recorda do acidente, que resultou na morte de Juliana Vasconcelos Cypriano Foto: ​Reprodução

O motorista que atropelou três jovens e matou a estudante de educação física Juliana Vasconcelos Cypriano, de 25 anos, no último domingo (11), no bairro BNH, em Cachoeiro de Itapemirim, foi ouvido pela Polícia Civil no fim da tarde desta terça-feira (13), e confessou que ingeriu bebida alcoólica e disse que não se recorda do acidente.

O pedreiro Paulo Sérgio Lopes Barrozo, de 44 anos, está preso no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Cachoeiro. Na última segunda-feira (12), a Justiça do município acatou o pedido a defesa do motorista e concedeu a liberdade provisória, caso seja pago a fiança de 20 salários mínimos, um total de R$ 18.740,00.

De acordo com o titular da Delegacia de Infrações Penais e Outras (Dipo), Felipe Vivas, Paulo Sérgio se mostrou arrependido durante o depoimento, mas contou que não se lembra de nada. “Ele disse que não se recorda de nada. Em um determinado momento, ele não se recorda de nada, de como aconteceu, de como foi o acidente, nada. E confirmou que ingeriu bebida alcoólica”, conta.

Paulo Sérgio foi autuado no último domingo (11), em flagrante por homicídio culposo no trânsito, lesão corporal culposa no trânsito e por embriaguez ao volante. Se for condenado pela Justiça, ele poderá pegar até 10 anos de prisão. O inquérito sobre o caso será concluído pela Polícia Civil na próxima semana.