• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Madrasta é presa por suspeita de matar criança de 3 anos em Cachoeiro

  • COMPARTILHE
Polícia

Madrasta é presa por suspeita de matar criança de 3 anos em Cachoeiro

Ainda não foi definido se a autuação será por lesão corporal seguida de morte ou por homicídio. Ela será encaminhada para Unidade Prisional Provisória

O menino estava na casa do pai quando morreu Foto: TV Vitória

A madrasta de um menino de três anos, que morreu no último sábado (4), foi presa na manhã desta segunda-feira (6). Juliana Vicente Pereira, de 25 anos, é suspeita de ter provocado a morte de Samuel Macedo Neves, em Cachoeiro de Itapemirim.

A princípio as informações davam conta de que o menino teria afogado. Ele ficou com a madrasta, na casa do pai, e foi encontrado por ela com a cabeça dentro de um balde com água. Mas também há a suspeita de que a morte não tenha sido por afogamento, mas sim por asfixia.

A causa da morte ainda não foi confirmada, pois, de acordo com a Polícia Civil, o laudo do Departamento Médico Legal (DML) ainda não foi concluído. 

Juliana foi detida pelo plantão da 7º Delegacia Regional de Cachoeiro de Itapemirim, em cumprimento ao mandado de prisão temporária pela provocação voluntária da morte da criança. 

Ainda de acordo com a polícia, o delegado Guilherme Eugênio vai ouvir a madrasta e, por isso, ainda não foi definido se a autuação será por lesão corporal seguida de morte ou por homicídio. Pelo fato da Justiça ter acatado o pedido de prisão, ela será encaminhada para Unidade Prisional Provisória de Cachoeiro.