• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Idoso é preso suspeito de engravidar menina de 13 anos na Serra

Polícia

Idoso é preso suspeito de engravidar menina de 13 anos na Serra

Segundo a polícia, os abusos teriam começado em janeiro. Vítima disse que tinha medo de contar sobre os abusos à família porque estaria sofrendo ameaças do aposentado

Idoso foi preso por policiais da DPCA nesta sexta-feira Foto: TV Vitória

Um aposentado de 71 anos foi preso nesta sexta-feira (22), suspeito de ter mantido relações sexuais com uma menina de apenas 13 anos. De acordo com o inquérito policial, os abusos teriam começado em janeiro, na Serra. A vítima, hoje com 14 anos, está grávida e a suspeita da polícia é que o idoso seja o pai da criança.

Policiais da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) estiveram na casa do aposentado, durante a manhã desta sexta-feira, e entregaram para ele uma intimação. O suspeito compareceu à delegacia para prestar depoimento, mas acabou sendo detido, já que havia um mandado de prisão em aberto contra ele, por estupro de vulnerável.

"Ele está preso e vai responder preso por estupro de vulnerável. Ele está sujeito a uma pena de oito a 15 anos, aumentada até a metade, em razão da gravidez da vítima", destacou o titular da DPCA, delegado Lorenzo Pazolini.

O aposentado, que é pai de três filhas e avô de sete crianças, admitiu ter mantido relações sexuais com a adolescente, mas alegou à polícia que foi seduzido por ela. "O problema é que ela foi me atacar lá dentro da minha casa. Ela foi me forçar lá em casa, de noite", afirmou.

No entanto, em depoimento, a menina contou ao delegado que foi seduzida pelo suspeito e que ia à casa dele pelo menos uma vez por semana. A vítima disse que não se lembra exatamente quantas vezes manteve relações sexuais com o idoso.

Segundo a polícia, a família da garota descobriu a gravidez em maio, quando a barriga dela começou a aparecer. A adolescente, então, contou tudo para a mãe e disse que não falou nada antes porque era obrigada a manter os estupros em segredo, já que estaria sendo ameaçada pelo suspeito.

"Ela tinha medo de relatar os fatos para a família, porque ele ameaçava, nas palavras dela, passar com o caminhão em cima dela, ou seja, ameaçava matá-la. Então, ela não contava para a família, que só descobriu a partir do momento em que ela apareceu grávida", disse Pazolini.

O aposentado, no entanto, nega ter ameaçado a garota. "Ela ficava me assediando para eu ficar com ela. Eu já tive uma questão com a família dela, por causa de uma parede da casa e, porque eles perderam na questão, incentivaram a menina a fazer isso, para poder me prejudicar", alegou.

Atualmente a adolescente está no sétimo mês de gestação e o parto está previso para acontecer em setembro. A paternidade da criança será confirmada por meio de exames. "Se for comprovado que o filho é meu, eu assumo o compromisso", afirmou o suspeito.