• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Justiça manda soltar ex-subsecretário suspeito de fraudar compra de repelentes no Estado

Polícia

Justiça manda soltar ex-subsecretário suspeito de fraudar compra de repelentes no Estado

Segundo a Secretaria Estadual de Justiça, José Hermínio Ribeiro foi solto do Centro de Detenção Provisória de Viana II após o vencimento do prazo de cinco dias da prisão temporária

José Hermínio foi preso na última quarta-feira e solto nesta segunda, após vencer o prazo da prisão temporária Foto: Divulgação/Governo

O ex-subsecretário estadual de saúde para assuntos administrativos, José Hermínio Ribeiro, que havia sido preso na última quarta-feira (17), durante a segunda fase da Operação Alquimia, foi solto nesta segunda-feira (22) do Centro de Detenção Provisória de Viana II. De acordo com a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), José Hermínio foi liberado após o vencimento do prazo de cinco dias da prisão temporária.

A Justiça havia expedido mandado de prisão contra o ex-subsecretário por causa de suspeita de fraude em contratos da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) na compra de repelentes para gestantes. As aquisições aconteceram no início deste ano e, segundo as investigações, acarretaram em um rombo de mais de R$ 1 milhão nas contas publicas.

Uma secretária de José Hermínio também chegou a ser presa na última quarta-feira, mas teve a prisão revogada, no mesmo dia, por ter contribuído para as investigações.

Em maio deste ano, José Hermínio Ribeiro chegou a pedir exoneração do cargo de subsecretário estadual de saúde para assuntos administrativos, após o governo admitir indícios de irregularidades na compra de 75 mil frascos de repelentes para gestantes.

Segundo as investigações, cada unidade foi comprada pela Sesa por R$ 23,50, enquanto a Prefeitura da Serra, por exemplo, comprou cada frasco, na mesma época e com o mesmo princípio ativo, por apenas R$ 8,80.

Segundo a polícia, arquivos de computadores estão sendo analisados e podem ajudar a descobrir se outras pessoas estão envolvidas no esquema.