• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Mãe de criança baleada durante tiroteio em Cariacica reclama de atendimento em hospital

  • COMPARTILHE
Polícia

Mãe de criança baleada durante tiroteio em Cariacica reclama de atendimento em hospital

O menino estava no colo do pai, que morreu durante a troca de tiros, quando foi atingido. Outras duas pessoas também foram assassinadas

A mulher ficou desesperada ao saber que o filho estava no meio do tiroteio Foto: TV Vitória

A mãe do menino de dois anos, que foi baleado durante um tiroteio no bairro Flexal II, em Cariacica, está revoltada com o atendimento recebido pelo filho. A criança estava no colo do pai, que morreu durante a troca de tiros, quando foi atingido. Após o crime ele foi socorrido e levado para o Hospital Infantil de Vila Velha. 

“É um descaso total com a criança. Não é nem por nós, pois dormimos em pé se for preciso, mas o desconforto das crianças lá dentro é injusto. É muita criança sofrendo ali dentro”, disse a mãe bastante emocionada. 

Ela passou a noite acordada buscando respostas para o estado de saúde do filho. “Os médicos não estão dando informação. A gente pergunta e eles mandam passar para outras pessoas. Quando questionamos, eles reclamam. Quando eu falei da mamadeira do bebê, uma senhora falou que era para eu ir perguntar e procurar. Eu acho isso um absurdo, pois são crianças internadas”, relatou. 

"Disseram que não vão fazer cirurgia e não há necessidade, pois é normal uma pessoa ter uma bala alojada na perna", contou a mãe

Ainda assustada, a mãe falou sobre o desespero que viveu ao saber que o filho tinha sido atingido pelos disparos. “Graças a deus ele está bem, mas essa bala alojada me preocupa. O ferimento dele está aberto e ele está jogado no corredor. E se ele pega uma infecção hospitalar? Como eu vou fazer? Colocaram apenas um curativo, fizeram uma limpeza no local e disseram que não vão fazer cirurgia e não há necessidade, pois é normal uma pessoa ter uma bala alojada na perna. Mas ele é uma criança de dois anos”.

O menino estava no colo do pai quando foi atingido Foto: TV Vitória

Os familiares dos três jovens mortos estiveram no Departamento Médico Legal (DML), em Vitória, na manhã desta terça-feira (09) para reconhecer e liberar os corpos das vítimas.

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) informou, por meio de nota, que a mãe da criança baleada está sendo informada sobre a evolução clínica do paciente. Disse que a criança está recebendo toda assistência médica e o quadro clinico é considerado estável. A Sesa informou que, após avaliação médica, não há indicação, no momento, de cirurgia para a retirada da bala. Esclareceu ainda que o acompanhante pode entrar e sair do hospital a qualquer momento.