• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Caçadores são detidos com tatu e tamanduá próximo a parque de Itaúnas

  • COMPARTILHE
Polícia

Caçadores são detidos com tatu e tamanduá próximo a parque de Itaúnas

Um dos detidos informou que possuía outra arma em casa e que mantinha em cativeiro três coleiros. O material e as aves também foram apreendidas durante a operação.

Os caçadores foram presos próximo ao parque estadual de Itaúnas Foto: Divulgação/PM

Um ajudante florestal e um lavrador foram detidos na madrugada deste sábado pela Polícia Militar Ambiental com apoio de vigilantes praticando caça no entorno Parque Estadual Itaúnas, em Conceição da Barra.

Após denúncias da ação de caçadores na região, as equipes seguiram para o ponto indicado nas proximidades da Unidade de Conservação, flagrando após horas de diligências e campana os dois homens portando duas espingardas e três animais silvestres abatidos: dois tatus e um tamanduá.

Um dos detidos informou que possuía outra arma em casa e que mantinha em cativeiro três coleiros. O material e as aves também foram apreendidas durante a operação. 

Os dois homens foram conduzidos até o plantão do DPJ de São Mateus e autuados pela prática da caça, manutenção dos pássaros silvestres em cativeiro e porte ilegal das armas de fogo.

Os animais abatidos foram entregues aos policiais para taxidermia e serão utilizados no trabalho de educação ambiental. A parte do tatu que se encontrava congelada será incinerada, e os pássaros silvestres que estavam sendo mantidos em cativeiro foram encaminhados à sede da Floresta Nacional do Rio Preto para serem soltos em local adequado.

A Polícia Militar Ambiental alerta que embora muita gente pense o contrário consumir carnes de animais silvestres, além de ser um crime contra a fauna pode causar sérios riscos à saúde. O manejo e consumo do animal silvestre pode transmitir diversas doenças e infecções para os seres humanos. São as chamadas zoonoses.