• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Mãe e filho são mortos a tiros na porta de casa durante assalto em Ibatiba

  • COMPARTILHE
Polícia

Mãe e filho são mortos a tiros na porta de casa durante assalto em Ibatiba

Uma adolescente de 12 anos, filha de Magna Silva Lau e irmã de Ricardo Silva Lau, conseguiu escapar do criminoso, que fugiu com o carro da família

Veículo roubado foi localizado na manhã desta segunda Foto: Divulgação

Um crime chocou moradores do município de Ibatiba, na Região do Caparaó, na noite deste domingo (27). Mãe e filho foram assassinados a tiros no momento em que chegavam em casa, na localidade de Córrego Rodrigues. Uma adolescente de 12 anos, filha de Magna Silva Lau e irmã de Ricardo Silva Lau, 19 anos, conseguiu fugir do atirador.

Após o crime, ocorrido por volta das 21h45, o suspeito fugiu com o carro da família, um Chevrolet Classic branco. O veículo foi localizado na manhã desta segunda-feira (28), na região de Córrego do Paraíso, próximo ao local do duplo homicídio.

De acordo com o delegado Felipe Brandão, responsável pelo caso, a menina que conseguiu fugir do criminoso disse, em depoimento, que chegava em casa, com a mãe e o irmão, quando os três foram surpreendidos por um homem armado. Segundo a garota, ele disse para todos saírem do carro e, em seguida, atirou contra a mãe e o irmão dela, que morreram na hora.

A adolescente disse ainda que conseguiu fugir, correndo em direção à lavoura. Ela pediu ajuda a vizinhos e foi levada para o pronto-socorro de Ibatiba. A menina, no entanto, não chegou a se ferir e é considerada a principal testemunha do crime. 

Os corpos das duas vítimas foram encontrados no chão da garagem da casa da família. Segundo os peritos que foram ao local, ambos apresentavam perfurações provocadas por arma de fogo e Magna ainda tinha sinais de espancamento. De acordo com a Polícia Civil, que apura o caso, a principal linha da investigação é latrocínio - roubo com morte.

Ninguém foi detido até o momento. Se alguém tiver qualquer informação que ajude o trabalho da polícia deve entrar em contato com o Disque-Denúncia, pelo telefone 181. Não é preciso se identificar.