• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Homero Mafra diz que acredita na inocência de Hilário e deve pedir habeas corpus na próxima semana

Polícia

Homero Mafra diz que acredita na inocência de Hilário e deve pedir habeas corpus na próxima semana

Advogado disse que vai analisar o inquérito e o decreto de prisão para definir os próximos passos da defesa

Após a prisão  de Hilário Antonio Fiorott Frasson, o advogado do acusado de mandar matar a médica Milena Gotardi, Homero Mafra, afirmou que acredita na inocência de seu cliente e vai que continuar em sua defesa.  

"Eu acredito na afirmação que meu cliente fez para mim de que ele é inocente nesse caso. E não aconteceu nada até esse momento que desmentisse essa afirmação do meu cliente de forma absoluta", afirmou Mafra. 

Ainda segundo o advogado, os próximos procedimentos da defesa ainda serão definidos. "Agora vamos analisar o decreto de prisão, bem como os autos do inquérito a luz da doutrina legislativa e da justiça. É possível que entremos com um pedido de Habeas Corpus a favor de Hilário na próxima semana", disse. 

Hilário Antonio Fiorotti Frasson, policial civil e ex-marido da médica, foi preso na tarde desta quinta-feira (21), acusado de mandar matar Milena Gotardi. Ele foi preso por dois delegados da Corregedoria da Polícia Civil, na Chefatura de Polícia, em Vitória.

A informação foi confirmada pelo Secretário de Estado de Segurança André Garcia em coletiva, onde apontou o ex-marido como um dos mandantes do crime.

Caso completa uma semana

O assassinato da médica completa uma semana nesta quinta-feira (21). A vítima foi baleada na cabeça no momento em que saía de um plantão no Hospital das Clínicas, em Maruípe, Vitória. Ela estava com uma outra médica quando foi abordada pelo criminoso, que fugiu logo após efetuar os disparos.

Milena chegou a ser socorrida e foi internada no Centro Integrado de Atenção à Saúde (Cias), da Unimed, mas morreu no final da tarde da última sexta-feira (15). O enterro aconteceu no dia seguinte, em Fundão, município em que a médica nasceu e cresceu e onde ainda mora parte de sua família.