Operação Rubi mexe com a política no sul capixaba

No vácuo da Rubi

Aproveitando os desdobramentos da Operação Rubi, o vice prefeito de Marataízes, Fabiano Elias Vieira (PHS), já começa a realizar movimentações no tabuleiro político. Fonte da coluna diz que ele está visitando lideranças e servidores, contando com um possível afastamento de Robertino Batista, o Tininho (PDT).

Respondendo

Tininho chegou a ser preso na Operação Rubi, mas pagou fiança e responde em liberdade a processo por suspeita de corrupção. Segundo o MPES, mais de R$ 150 milhões foram desviados de Marataízes, Piúma, Jaguaré e Presidente Kennedy – este último cuja prefeita, Amanda Quinta, está presa.

Sebrae nacional

Na próxima segunda (20), o presidente nacional do Sebrae vem ao ES. Carlos Melles vem alinhar com o Sebrae local a nova linha de atuação da entidade. Ele vai falar a gestores, colaboradores e prestadores de serviço.

Visão de futuro

Segundo o presidente do Sebrae no ES, Carlos Manato, Melles vem trazer a visão de futuro do órgão, e como o Sebrae pode participar das políticas que o Governo Federal está implementando.

Nova lei

Na última terça (14), Carlos Melles participou de um evento na sede do Sebrae, em Brasília, onde elogiou a lei recém editada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), que criou um novo modelo de negócio chamado Empresa Simples de Crédito (ESC). “Vai mudar o país”, disse.

Tícket alimentação

O vereador de Anchieta, Professor Robinho (AVANTE), critica o fim do tícket alimentação para servidores comissionados e em designação temporária (DT) da prefeitura. Considera contrassenso a suspensão do benefício –  no valor de R$ 500 -, em especial para os professores, enquanto os secretários municipais, que ganham cerca de R$ 8 mil/mês, continuam recebendo o tícket. O salário de professor é de R$ 2.022, e o de cuidador escolar, R$ 1.022.

Foto da coluna: MPES.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *