• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Luiz Paulo Velozzo Lucas anuncia migração do PSDB para o PPS

  • COMPARTILHE
Política

Luiz Paulo Velozzo Lucas anuncia migração do PSDB para o PPS

Ex-prefeito explicou mudança através de uma nota intitulada "reencontro e recomeço" e confirmou também que disputará as eleições para deputado federal

O ex-prefeito de Vitória, Luiz Paulo Vellozo Lucas, confirmou neste domingo (18) que deixará o PSDB e vai se filiar ao PPS, partido pelo qual pretende disputar as eleições deste ano como deputado federal. O anúncio foi feito através de uma nota, intitulada como "reencontro e recomeço".

Luiz Paulo ficou 24 anos no ninho tucano e agora vai ingressar no partido que tem como um dos principais nomes no Estado o prefeito atual de Vitória, Luciano Rezende, que recebeu o apoio do agora ex-tucano nas últimas eleições. Outro nome forte da sigla é o prefeito de Cariacica, Juninho.

Na nota, o ex-prefeito cita cinco tópicos que o fizeram tomar a decisão, dentre eles a situação atual do PSDB estadual, que está alinhado ao projeto de governo de Paulo Hartung (MDB), principalmente após o vice-governador César Colnago vencer a convenção estadual para comandar o partido no Espírito Santo.

A data para filiação no novo partido ainda não foi definida, mas segundo Luiz Paulo, isso é apenas uma "questão formal", que deve ser decidida nos próximos dias, já que ele já tem compromissos pelo PPS agendados para março. Um evento deve ser feito pelo partido para receber o ex-prefeito.

"Já estou completamente integrado nesse trabalho do PPS, tanto no plano nacional quanto no plano estadual", explica ele em entrevista.

Confira a nota completa:

"Reencontro e recomeço"

Entrei no PCB na campanha eleitoral do MDB em 1974 no Rio de Janeiro para participar da luta contra o regime militar. Foi minha escola de militância política, de patriotismo e de democracia. Vinte anos depois, em Vitória, me filiei ao PSDB para participar da eleição de 1994 como candidato a deputado federal, entusiasmado com o Plano Real e pela social democracia de FHC, Serra e Covas. Nesses anos participei ativamente da política brasileira e capixaba sempre no PSDB, sem dúvida a melhor opção partidária para abrigar minhas convicções e vocação para a militância política.

Decidi participar das próximas eleições como candidato a deputado federal e me filiar ao PPS. No momento em que comunico esta decisão gostaria de compartilhar as seguintes considerações:

Acredito que a reforma do estado brasileiro pela incorporação dos valores do equilíbrio fiscal, empreendedorismo , inovação e criatividade, sustentabilidade ambiental, combate ao corporativismo e aos privilégios , o compromisso com a qualidade na gestão e na governança pública é a única forma de enfrentarmos o déficit de qualidade de vida, justiça e paz existente em nosso país. Construir e aperfeiçoar as instituições democráticas reforçando o protagonismo do poder local para reconquistar a confiança e a crença num futuro melhor é o único caminho. Continuo pensando desta maneira.

O alinhamento automático do PSDB capixaba ao projeto de poder que hoje governa o Espírito Santo que foi vitorioso na convenção estadual de novembro, consolidou um divisor de águas equivocado na política regional. A construção de um amplo palanque democrático e reformista que deveria ser o principal compromisso do partido ficou comprometida.

Parcelas crescentes da sociedade exigem novas práticas na política e reformas estruturais. A dissimulação , o clientelismo e a cooptação não devem frequentar as estratégias políticas das forças reformadoras que almejam conquistar a parcela da opinião pública atenta a esta necessidade. Pragmatismo em excesso se transforma em querer ganhar a qualquer custo, “fazer o diabo” para vencer eleições. Como já se viu antes , com consequências nefastas.

Em nível nacional o PPS vem crescentemente ocupando lugar de destaque no debate público de alternativas para a crise brasileira, atraindo a contribuição e o ativismo de políticos e intelectuais democratas e reformistas fortalecendo-se como instrumento na luta contra a desesperança e os populismos anti democráticos que assombram o Brasil.

No plano regional o PPS vai participar da construção de um projeto político alternativo ao atual governo que enfrente os desafios da reforma do estado no plano local, que busque o desenvolvimento sustentável e implante políticas públicas inovadoras e resolutivas , suportadas por uma governança transparente e integrada com a sociedade.

Luiz Paulo Vellozo Lucas