• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após reunião partidária, PDT decide se manter na base governista

  • COMPARTILHE
Política

Após reunião partidária, PDT decide se manter na base governista

A definição, tomada pela maioria da executiva do partido, foi confirmada pelo presidente da sigla, Sergio Vidigal, que ressaltou que não existia motivação para a oposição e nem independência

Presidente do PDT garantiu a permanência do partido no governo Hartung. Foto: Divulgação

Membros do PDT realizaram nesta segunda-feira (27) uma reunião partidária para discutir o planejamento para o ano de 2017. Dentre as decisões tomadas no encontro está a permanência do PDT na base aliada do governo.

A definição, tomada pela maioria da executiva do partido, foi confirmada pelo presidente da sigla, Sergio Vidigal, que ressaltou que não existia motivação para a oposição e nem independência.

“O partido manteve a coerência ao permanecer na base. O PDT é um partido democrático, todos têm a liberdade de se posicionar em relação ao que é bom ou ruim para a sociedade. Nosso partido jamais irá violentar sua história e princípios, por isso reassumimos o compromisso de sempre estar ao lado da população”, declarou Vidigal.

O posicionamento, no entanto, vai contra os últimos acontecimentos envolvendo dois deputados do partido na Assembleia Legislativa. Duas semanas atrás, Da Vitória e Euclério Sampaio tinham decidido sair do blocão governista e adotar um postura ainda mais independente.

“A minha posição e a de Euclério divergem um pouco da tomada pelo partido. Fomos vencidos e compreendemos a posição partidária. Temos que deixar bem claro que o partido está acima de qualquer posição pessoal, maior que qualquer posicionamento individual”, frisou Da Vitória.

Procurado pela reportagem, Euclério preferiu não se manifestar sobre a decisão.