• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Justiça Eleitoral desaprova contas de Andrés Sanchez

Política

Justiça Eleitoral desaprova contas de Andrés Sanchez

São Paulo - Os juízes do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) desaprovaram as contas do deputado federal Andrés Navarro Sanchez, eleito no pleito de 2014 pelo Partido dos Trabalhadores (PT). A decisão foi unânime.

Andrés Sanchez foi presidente do Corinthians e diretor de Seleções da CBF. Os magistrados concluíram que as irregularidades encontradas comprometiam a análise das contas.

Sanchez foi o petista mais votado na disputa por uma cadeira na Câmara dos Deputados por São Paulo. Com 169 mil votos, ele ficou em 20o lugar no Estado, frustrando os prognósticos do partido, que previa até 1 milhão de votos para o candidato. Sua campanha custou R$ 2,1 milhões, segundo prestação de contas entregue à Justiça Eleitoral.

Segundo o TRE-SP, o candidato entregou a prestação de contas com ausência do doador originário em uma doação de 100 mil reais, não comprovando a origem desse valor. A Corte determinou o recolhimento de 100 mil reais ao Tesouro Nacional, relativos aos recursos de origem não identificada.

De acordo com o artigo 29 da Resolução TSE 23.406/2014, "os recursos de origem não identificada não poderão ser utilizados pelos candidatos, partidos políticos e comitês financeiros e deverão ser transferidos ao Tesouro Nacional, por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU), tão logo seja constatada a impossibilidade de identificação, observando-se o prazo de até 5 dias após o trânsito em julgado da decisão que julgar as contas de campanha."

Cabe recurso da decisão. A assessoria do deputado informou que vai se pronunciar em breve.