• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Nome de Roberto Carlos ganha força para disputar o governo pelo PT

Política

Nome de Roberto Carlos ganha força para disputar o governo pelo PT

Nome do deputado estadual é um dos mais cotados para disputar o Governo do Estado. Ele afirmou que tem o desejo de se candidatar mas definição será no na semana que vem

Deputado Roberto Carlos colocou seu nome à disposição Foto: Divulgação

O anúncio do nome do candidato do PT ao Governo do Estado será feito apenas na próxima segunda-feira (16), mas dentro do partido o nome do deputado estadual Roberto Carlos ganha força.

Roberto Carlos, inclusive, afirmou que tem o desejo de ser o representante do partido na disputa ao Palácio Anchieta e já até adianta como seria a sua campanha, caso a sigla decida pelo nome dele.

“Desejo sim (sem candidato a governador). Minha reeleição para deputado estadual seria tranqüila, mas a candidatura (ao governo) é uma tarefa nobre. Todo homem público almeja representar o partido no Governo. Vou colocar o meu nome e se for escolhido quero fazer uma campanha limpa, sem ataque a A ou a B”, afirmou Roberto Carlos.

O deputado confirmou que o seu nome está sendo bem aceito pelos correligionários. “Meu nome foi colocado na reunião de ontem (segunda-feira) e está sendo bem aceito. A Iriny (Lopes) não esteve na reunião, mas o nome dela também foi colocado”, afirmou o deputado.

Senado

O nome do ex-prefeito de Vitória João Coser também foi definido como o candidato da sigla ao Senado. Havia a expectativa de que Coser pudesse ser o candidato ao governo já que em reunião em março o partido definiu que ele seria o nome do partido nas majoritárias.

“A conjuntura mudou muito de março para cá. O Brasil tem duas candidaturas na majoritária e a opção do partido, o que seria mais correto, é meu nome no Senado. Sou competitivo, e é a minha vocação”, disse Coser.

O presidente regional do PT evitou em falar de problemas para fechar apoio ao PMDB do ex-governador Paulo Hartung, já que os peemedebistas não garantiram palanque para a presidente Dilma Rousseff e o partido quer a deputada Rose de Freitas (PMDB) disputando o Senado. “Nos reunimos e vimos que esse era o melhor caminho”, limitou-se a dizer Coser.

PDT

A reunião entre o PT e PDT na manhã da última segunda-feira (9) serviu para os petistas comunicaram ao PDT que lançariam candidatura própria ao Governo do Estado. Para o deputado estadual Roberto Carlos o PDT se aproxima do PT com essa decisão.

“A conversa foi muito boa, não foi definitiva, mas eles demonstraram interesse na aliança. Apresentamos a nossa tese, de que não abriríamos mão do Senado. A vice provavelmente ficaria com eles (PDT)”, afirmou o deputado.