• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

'Lula não é rei, ele teve comportamento de bandido', diz Caiado após processo

  • COMPARTILHE
Política

'Lula não é rei, ele teve comportamento de bandido', diz Caiado após processo

Caiado explicou que tuítes que fizeram Lula abrir processo contra ele ocorreram em fevereiro, depois de Lula dizer que João Pedro Stédile, líder do MST, colocaria "seu exército" nas ruas

Para Caiado, Lula agiu de forma ofensiva ao dizer que o MST era seu "exército" Foto: Estadão Conteúdo

Brasília - Mesmo após o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ter entrado com um pedido de queixa-crime no Supremo Tribunal Federal (STF), o líder do DEM no Senado, Ronaldo Caiado (GO), voltou a criticar o petista e dizer que ele "não é rei" e havia tido um "comportamento de bandido".

Em nota, Caiado explicou que os tuítes que fizeram o ex-presidente abrir o processo contra ele aconteceram em fevereiro, depois de Lula dizer que João Pedro Stédile, líder do Movimento dos Sem Terra (MST), colocaria "seu exército" nas ruas para defender o governo da presidente Dilma Rousseff.

"Essa situação ocorreu no mês de fevereiro, quando Lula se sentia o todo poderoso, quando ninguém tinha coragem de contestá-lo. Mas Lula tem que medir as palavras, não é comportamento de ex-presidente ameaçar a população, é comportamento de bandido. Ele não é rei", afirmou o senador.

Na época, Caiado escreveu em sua conta no Twitter que a atitude de Lula criava "instabilidade democrática" e era coisa "de bandido frouxo". Para a defesa do ex-presidente, a postagem pode ser configurada como crime de calúnia e difamação. No documento, os advogados argumentam ainda que o tipo de afirmações feitas por Caiado extrapola a imunidade parlamentar e configura uma grave ofensa ao ex-presidente. Segundo o senador, ele ainda não foi notificado sobre o processo.