• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Armínio Fraga critica uso de 'artifícios'

Política

Armínio Fraga critica uso de 'artifícios'

Rio - O ex-presidente do Banco Central, Armínio Fraga, que esteve aconselhando o candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, criticou o uso dos preços da gasolina e da eletricidade, por parte do governo, para controlar a inflação. Em entrevista à agência de notícias Dow Jones na semana passada, o economista chamou as ações do governo de "artifícios" e afirmou que essas manobras já estão se mostrando ineficientes.

"Eu não me colocaria à disposição se não estivesse profundamente incomodado, e eu estou", disse Fraga sobre sua decisão de apoiar o tucano Aécio Neves nas eleições deste ano. Segundo reportagem da Dow Jones, o economista fala até em voltar ao governo, talvez se tornar ministro da Fazenda, se seu candidato ganhar a disputa em outubro.

Embora a presidente Dilma Rousseff ainda esteja à frente nos levantamentos de intenção de voto, Aécio se aproxima cada vez mais da possibilidade de um segundo turno. De acordo com a última pesquisa Ibope, divulgada nesta quinta-feira, se as eleições fossem hoje, Dilma ganharia com 38% dos votos, ante 23% de Aécio.

Fraga também criticou as intervenções do Banco Central no mercado de câmbio para controlar a alta do dólar, uma medida que chamou de "manobra populista". O ex-presidente do BC acredita que o Brasil precisa voltar ao modelo do tripé econômico, com restrição dos gastos públicos, metas de inflação e taxas de câmbio variáveis.

Segundo Fraga, o País precisa focar nos fundamentos de longo prazo, como o aumento dos investimentos privados e o controle fiscal. "Nós precisamos nos livrar desses artifícios, que têm muitos efeitos colaterais, e focar no controle da inflação", disse à Dow Jones.

Ele acredita que muitos brasileiros sentem que o País está no caminho errado e que o pessimismo atual sobre a economia é bem fundamentado. "Nossa história prova que inflação alta e balança de pagamentos fraca nunca foram boas para o crescimento, muito pelo contrário", ele afirma.

Para o economista Luiz Gonzaga Belluzzo, que participou das campanhas tanto de Dilma quanto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Sila, as ideias de Armínio fraga já foram colocadas em prática e não trouxeram crescimento robusto para o Brasil. "Eles falam sobre o tripé econômico como se fosse a santíssima trindade, mas o fato é que durante os oito anos do governo de Fernando Henrique Cardoso o País cresceu muito pouco, numa média de 2,3%", criticou Belluzo. Fonte: Dow Jones Newswires.