• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Prefeitos da Grande Vitória não aparecem em sessão da CPI da Máfia dos Guinchos

  • COMPARTILHE
Política

Prefeitos da Grande Vitória não aparecem em sessão da CPI da Máfia dos Guinchos

Também foi aprovada a convocação do presidente do Conselho Diretor da Caixa Beneficente dos Militares Estaduais do Espírito Santo, Paulo Deorce, que também foi diretor do Detran

Representantes de Vitória, Serra e Cariacica estiveram presentes na reunião Foto: Divulgação/Assembleia

Diante de vários questionamentos que ainda restaram a fazer, os deputados que compõem a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a chamada Máfia dos Guinchos aprovaram na reunião desta segunda-feira (17) nova convocação do proprietário do pátio Central Park de Cariacica, Dionísio Gomes Júnior. Os prefeitos de Cariacica, Serra, Vila Velha e Vitória foram convocados, mas nenhum apareceu. Com exceção de Vila Velha, todos os outros enviaram representantes.

Na sessão, foi aprovada a convocação do presidente do Conselho Diretor da Caixa Beneficente dos Militares Estaduais do Espírito Santo, Paulo Deorce, que também foi diretor do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-ES).

”Ouvir os pátios é muito importante porque nós observamos que é uma verdadeira bagunça o sistema do Detran. Não existe confiança do que é informado e isso traz uma insegurança muito grande para o cidadão na hora que for fazer o pagamento para quitar suas dívidas”, destacou Janete de Sá.

O prefeito de Vila Velha, Rodney Miranda (DEM) solicitou ao colegiado da Ales “a exclusão do prefeito municipal do rol de oitivas a serem promovidas pela CPI”. Ele justificou que a secretária municipal de Prevenção, Combate à Violência e Trânsito já compareceu à comissão e prestou os devidos esclarecimentos. Ainda assim, ele colocou os subordinados à disposição para esclarecimentos considerados relevantes.

Os outros representantes municipais foram o secretário municipal de Defesa Social de Cariacica, Fabrício Araújo Dutra; o secretário municipal de Defesa Social de Serra, Nylton Rodrigues Ribeiro Filho; e o secretário municipal de Segurança Urbana de Vitória, coronel Fronzio Calheira Mota.

Fronzio Calheira Motta informou à CPI que uma portaria disciplinou o guincho dos veículos estacionados em lugares impróprios, como em frente de garagem, na capital capixaba. O coronel explicou que os veículos estacionados irregularmente nos estacionamentos rotativos não são apreendidos, pois contraria o Código de Trânsito Brasileiro. Ele adiantou que existem estudos para ampliar o estacionamento em vários bairros, a pedido das comunidades, mas não especificou exatamente de onde vieram tais solicitações.

O deputado Enivaldo dos Anjos solicitou ao secretário da capital a relação das multas aplicadas, com respectivos motivos, dos três policiais considerados campeões na lavra de punições em Vitória. Em junho, os campeões de multas estiveram na CPI.

O secretário municipal de Defesa Social de Serra, Nylton Rodrigues Ribeiro Filho, explicou ao colegiado que o foco é a fluidez do trânsito, e que a prefeitura remove poucos veículos infratores, a não ser que causem problemas sérios ao trânsito. 

“Na Serra, não há estacionamento rotativo, mas será levado aos órgãos competentes a possibilidade de estudos sobre esse serviço ser assumido pela prefeitura”, afirmou. Segundo o secretário, o Contran autoriza a vigilância do trânsito através do videomonitoramento, mas a possibilidade está em estudo, pois é preciso sinalização nas vias públicas, serviço que ainda não foi realizado. 

Fabrício Araújo Dutra, secretário municipal de Defesa Social de Cariacica diz que suspendeu as pequenas remoções no município. Lá existem dois pátios e são os dois que mais têm carros guardados no Estado.  Em Cariacica não será adotado videomonitoramento, pois consideram método inconstitucional. Já o rotativo está em estudo no município.

O coordenador de Remoção e Depósito de Veículos do Detran, Jadir Tosta Júnior, explicou que não existe bagunça no sistema como afirmou a deputada Janete.

“Um novo sistema está sendo implantado no Detran de melhor compreensão dos dados por parte dos cidadãos. Antes de 2012, realmente, era um sistema complicado. Mas a partir de 2012 o sistema foi integrado ao DetranNet e foi melhorado. A tendência é melhorar ao longo do tempo”, explicou Jadir Júnior.

O proprietário do Central Park, Dionísio Gomes Júnior, afirmou que a convocação não teria sido endereçada a ele, e sim, ao pai dele, Dionísio Gomes.

“Em princípio serei convocado apenas para realizar a acareação com o Contarato (diretor do Detran”, explicou Dionísio Júnior.

A assessoria do presidente da CPI confirmou que a convocação é de Dionísio Júnior.