• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Doria canta e faz grafite em inauguração de painel de arte urbana

  • COMPARTILHE
Política

Doria canta e faz grafite em inauguração de painel de arte urbana

São Paulo - O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), teve um domingo de cantor e grafiteiro ao participar da inauguração de um painel feito por artistas de rua na avenida Auro Soares de Moura Andrade, na zona oeste da cidade. O tucano chegou pontualmente ao local às 11 horas e, após saudar os presentes, pintou um grande coração, com a sigla SP no centro, num muro embaixo do viaduto Antártica, onde também será produzido um mural. Mais tarde, como parte da celebração, soltou a voz com o rapper Eazy Jay, coordenador do núcleo de hip hop da Prefeitura, nas canções de Tim Maia "Gostava tanto de você" e "Não quero dinheiro, só quero amar".

Antes da sessão musical, Doria percorreu a avenida para conhecer as obras. O painel foi pintado nas paredes da calçada que dá acesso à estação de metrô e trem da Barra Funda. Esse é o oitavo painel de um total de 16 que a Prefeitura pretende entregar até o fim do ano.

Doria disse que o trabalho na Barra Funda foi o que mais lhe "impactou" e, ao apontar uma diferença em relação aos projetos de arte urbana da gestão anterior - do petista Fernando Haddad - informou que as obras estarão iluminadas até o fim do mês. "É um fato inédito. Nunca houve grafite iluminado em São Paulo".

Ao falar com jornalistas, Doria informou que continuará suas viagens pelo Brasil "na condição de vice-presidente da Frente Nacional de Prefeitos". Vitória e Vila Velha, no Espírito Santo, são os próximos destinos do prefeito da capital paulista, cotado para disputar à Presidência no ano que vem.

Doria disse ainda que não definiu o substituto do secretário municipal do Verde Gilberto Natalini (PV), que, demitido, deve reassumir o mandato de vereador na terça-feira. "Vamos fazer a escolha com calma", declarou Doria, que considerou serem normais as trocas feitas em sua gestão. "Queremos eficiência, eficiência e eficiência", disse.