• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Assentados e acampados que invadiram sede da CNA deixam o local

  • COMPARTILHE
Política

Assentados e acampados que invadiram sede da CNA deixam o local

Brasília - O grupo de assentados e acampados que invadiu no final da manhã desta segunda-feira, 15, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) deixou a sede da entidade nesta tarde, em Brasília. Eram cerca de 50 pessoas que permaneceram no edifício da CNA desde as 11h30. O ato foi um protesto contra a indicação da senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) para ser ministra da Agricultura no segundo mandato da presidente Dilma. Embora não confirmada oficialmente, Kátia deve ser nomeada para a pasta.

Os manifestantes são ligados ao Movimento Brasileiro dos Sem-Terra (MBST) e à Frente Nacional de Luta no Campo e Cidade (FNL). Eles decidiram deixar a sede da CNA depois de uma reunião com a superintendência geral da Confederação e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), na qual pediram que a CNA intermediasse um contato com o Palácio do Planalto, visando o agendamento de uma reunião com a presidente Dilma Rousseff. Segundo Marco Antônio dos Santos, da FNL, uma comissão dos dois movimentos de sem terra se encontrará ainda hoje com um representante do governo para discutir o possível agendamento dessa reunião.

Está mantida, portanto, a solenidade de posse da Diretoria e Conselho Fiscal da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) para o triênio 2014-2017, às 19h30. Será o terceiro mandato de Kátia à frente da Confederação. Está prevista a participação da presidente Dilma na cerimônia.