Presidente do PSB diz que saída da base do governo não está em discussão

Política

Presidente do PSB diz que saída da base do governo não está em discussão

Redação Folha Vitória

Brasília - O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, descartou nesta terça-feira, 13, a possibilidade de o partido desembarcar da base do governo do presidente Michel Temer. "Nós não seremos fator de desestabilização do governo", disse.

Segundo ele, esse assunto não está em discussão e não entrará na pauta da reunião da Executiva Nacional marcada para esta quarta-feira, 14.

Siqueira afirmou que o fato de o partido estar trabalhando para obstruir o avanço da reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara é uma questão "pontual", porque o partido acredita que esse é um assunto que não pode ser tratado de "afogadilho".

Nesta segunda-feira, 12, o presidente do diretório do PSB gaúcho, Beto Albuquerque, defendeu que o partido deveria entregar os cargos do governo e assumir uma postura de independência. Atualmente, o deputado federal Fernando Filho (PSB-PE) ocupa o Ministério de Minas e Energia.

O dirigente afirmou que, apesar de o assunto não estar na pauta, ele vai propor que o partido debata a possibilidade de deixar a base aliada do governo nesta quarta-feira.

"Está na hora de sair, aliás o partido não devia nem ter entrado. Este governo não nos representa", disse Albuquerque, que foi vice de Marina Silva na chapa que concorreu à Presidência em 2014.