• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Reabilitação de pacientes crônicos: presença da família é indispensável no tratamento

Saúde

Reabilitação de pacientes crônicos: presença da família é indispensável no tratamento

Apoio ajuda no enfrentamento da doença, na realização de exames e a lidar com a dificuldade de estar fora de casa.

Foto: Divulgação / Pexel
Amparo faz com que pacientes se dediquem melhor ao tratamento. 

O processo de melhora do paciente envolve diversas etapas que precisam ser seguidas com muita dedicação e rigor, porque resulta no sucesso do tratamento. Quando os familiares fazem parte desse contexto, estão contribuindo para uma recuperação rápida, além de favorecerem o bem-estar e a qualidade de vida na rotina da pessoa.

De acordo com a psicóloga Karla Cardozo quem está passando por alguma problema relacionado à saúde e tem apoio da família e amigos, se encoraja a seguir em frente com o tratamento, a realizar exames e a passar pelas fases mais difíceis. Por causa do amparo, o paciente tem vontade de seguir em frente e curar a doença.

Uma opção no Espírito Santo são as clínicas de transição. De acordo com o diretor da Intermed Saúde, Fabrício Aigner, nesse formato os pacientes encontram uma opção para a transição entre a internação e o tratamento domiciliar. “Essas pessoas conseguem ser tratadas e reabilitadas com a presença da família, pois diferente dos hospitais, esses pacientes ficam hospedados em um ambiente acolhedor que reproduz uma casa, e não possui horário de visita pré-estabelecidos, os familiares ficam livres para visitarem durante todo o tempo. Nesses locais o tratamento é mais humanizado e até o animal de estimação pode ser levado para visita, com local apropriado para o encontro”. 

Segundo a psicóloga, um tratamento com a presença da família traz diversos benefícios. “Ter família por perto é sinônimo de poder contar com um ombro amigo. Mesmo que para isso seja preciso frequentar a clínica médica todos os dias. Para a recuperação do paciente é importante poder desabafar sobre medos e inseguranças com alguém que seja importante para ele”, disse.

Segundo a especialista é preciso evitar diálogos com teor negativo. “É importante ser positivo. Sempre que surgirem assuntos negativos, reforce o quanto todos estão empenhados com a recuperação. Nessas situações, o apoio é o 'X' da questão. Mencione o quanto ele é importante para todos e o quanto todos estão empenhados na sua recuperação”, sugeriu.

Caso o paciente apresente muita tristeza e pensamentos muito pessimista, o ideal é sugerir que ele procure por um psicólogo. A ajuda médica aliada, ao apoio de familiares, faz toda a diferença na vida das pessoas, independente do seu diagnóstico.