• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Mulher retira tumor do abdome com peso de uma criança de 10 anos

  • COMPARTILHE
Saúde

Mulher retira tumor do abdome com peso de uma criança de 10 anos

Tratava-se de um mioma uterino, tumor benigno comum que cresce aos poucos; mesmo sem sintomas, pode ser detectado em exames de rotina

Imagem antes da cirurgia da barriga distendida por causa do mioma de 27 kg | Foto: Reprodução/ BMJ Case Reports 2018

Deborah Giannini, do R7

Uma mulher de 53 anos chegou a um hospital em Singapura com dificuldade para respirar. O motivo era um tumor no abdome do tamanho de uma abóbora, com 65 cm de largura, e peso equivalente ao de uma criança de 10 anos: – 27,8 kg.

O caso foi relatado no site de notícias científicas Live Science e na publicação médica BMJ Case Reports. Tratava-se de um mioma uterino, tumor benigno comum que pode aparecer na idade fértil de uma mulher e crescer gradualmente ao longo dos anos, se não tratado.

Para removê-lo, os médicos realizaram histerectomia abdominal total, uma cirurgia que remove úteros e ovários, de acordo com relatório da BMJ Case Reports.

Ainda foi preciso uma cirurgia plástica para a reconstrução da parede abdominal, que havia diminuído por ter ficado tão distendida.

Quando chegou ao hospital, a mulher era incapaz de se mover. A massa ocupava toda a cavidade abdominal e pélvica. De acordo com a Live Science, ela não havia procurado atendimento médico por causa do medo da cirurgia.

Um mioma não se torna maligno, no entanto, pode ser fatal se crescer exponencialmente e deformar órgãos adjacentes, segundo informações da revista médica.

Pode ser tão pequeno, que não é detectável a olho ntu, como se transformar em grandes massas volumosas. O média de crescimento é de 9% a cada seis meses, segundo o relatório.

Leia também: Calor, insônia e falta de memória? Pode ser o início da menopausa

Do ponto de vista médico, um mioma é considerado “gigante” quando pesa 11 kg. No caso da mulher de Singapura, ele apresentava mais que o dobro desse peso.

Na maioria dos casos, miomas não causam sintomas, mas podem ocorrer sangramento excessivo na menstruação, dor na relação sexual, micção frequente e sensação de plenitude na parte inferior do abdome. A mulher afirmou não ter tido sintomas, conforme publicado na BMJ Case Reports. O relatório médico descreve a paciente como “virgem intacta”.

Não se sabe por quanto tempo o mioma esteva presente no corpo da mulher. Os médicos estimam que o crescimento levou ao menos cinco anos.

Casos como esse são considerados raros, pois miomas são facilmente detectáveis em exames ginecológicos de rotina.

Maior mioma da história pesava 63,3 kg

O maior mioma registrado na história pesava 63,3 kg e foi retirado após a morte da paciente. Já o maior mioma removido em vida pesava 45,5 kg. Ambos os casos ocorreram no final do século 19, segundo o relatório.

O relatório também menciona que, na história mais recente, um mioma de 26 kg foi removido de uma mulher no climatério de 47 anos em 2009. Outro caso foi relatado em 2011, quando um tumor de 11 kg da mesma natureza foi retirado de uma mulher de 33 anos.

Ainda não se sabe o que causa o mioma uterino, mas estudos apontam para fatores como alterações genéticas e hormônios. Estrogênio e progesterona parecem promover o crescimento de miomas, segundo o relatório.

A mulher recebeu alta uma semana após a cirurgia e está bem.