Cooperativa Mirim de Linhares ganha Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora

Preservar e disseminar os valores do cooperativismo, associados ao desenvolvimento do espírito empreendedor, cooperativo, solidário e comunitário como ferramentas de aprendizagem. Essa foi a proposta do projeto Cooperativas Mirins, da Cooperativa Educacional de Linhares (CEL), que venceu na noite desta quinta-feira (19) o Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora. Disputando com diversas escolas da região metropolitana e do interior do estado, a CEL trouxe para o cooperativismo capixaba o Prêmio Sebrae a nível estadual, o que mostra o potencial das cooperativas educacionais em estimular o empreendedorismo e disseminar os princípios do cooperativismo. Agora, a CEL vai representar o Espírito Santo na disputa nacional. A premiação vai acontecer em Florianópolis.

Cooperativa-Mirim-de-Linhares, Prêmio-Sebrae-de-Educação-Empreendedora, Premiação-em-Florianopolis

Resultado de uma parceria entre a CEL, Sicoob e OCB/ES, o projeto de Cooperativa Mirim busca colocar o aluno como protagonista de sua trajetória, tornando-os preparados, principalmente, para atuar agentes de mudança, conscientes e empreendedores. Para a Diretora Pedagógica Queila Gomes Zorzanelli, a proposta é desenvolver nas crianças e adolescentes da CEL o potencial de empreendedorismo, cooperação e solidariedade.

“É um projeto que agrada muito aos pais, aos alunos e é muito bem visto pela comunidade. Com esse projeto conseguimos destacar como o cooperativismo faz a diferença na sociedade. E trabalhar esse projeto com os alunos é trabalhar, principalmente, nas questões da sociedade como está posta. Precisamos fomentar uma sociedade menos competitiva e mais cooperativa”, destacou a diretora.

Para a Superintendente Institucional do Sicoob ES, Sandra Helena Rosa Kwak, o modelo das cooperativas mirins implantadas nas escolas de Nova Petrópolis, no Rio Grande do Sul, serviu como motor para a constituição das cooperativas mirins capixabas, que estão em outras duas unidades educacionais. “A expectativa era formar a cultura da cooperação de forma organizada nos estudantes, desde a sua infância. Ou seja, levar ao conhecimento das crianças e adolescentes que a união de esforços de forma estruturada através de uma empresa de princípios elevados, era capaz de gerar ganhos financeiros e não financeiros para todos os envolvidos”, afirmou a Superintendente do Sicoob.

Ainda que o reconhecimento pelo trabalho tenha vindo com a premiação, a Superintendente Sandra Helena pondera que há ainda etapas a serem superadas visando alcançar excelência. “Demos os primeiros passos, mas temos ciência que é necessário dar sustentação aos programas nas três cooperativas já implantadas, especialmente quanto ao senso de dono dos associados mirins e ao interesse deles pela eficiência da entidade cooperativa”, disse.

Formada por crianças e adolescentes do Fundamental II (do 6º ao 9º ano), entre 11 e 15, a Cooperativa Mirim tem como orientador o professor de Biologia Vinicius Ferreira Santi. O objeto de aprendizagem dos alunos é a produção de doces. Segundo Santi, ganhar o prêmio é o resultado de um trabalho que iniciou em outubro de 2018 e vem colhendo frutos e plantando a semente da cooperação entre os alunos da CEL, que levam para a comunidade aquilo que aprenderam dentro do cooperativismo.

“É sempre um desafio prender a atenção dos meninos e meninas. A gente compete com o celular, com computador. No projeto das Cooperativas Mirins, nós ensinamos os valores do cooperativismo e eu, como professor, sou apenas um mediador. Quem pensa, propõe e decide são eles”, destacou o professor.

A Cooperativa Educacional de Linhares, que vai completar 25 anos em 2020, é referência no município quando o assunto é educação. Atendendo desde a educação infantil ao ensino médio, o professor Vinícius afirmou que a CEL ofereceu toda uma estrutura para a consolidação do projeto das Cooperativas Mirins, uma sugestão feita pela OCB/ES.

“O Sicoob ES, em parceria com a OCB/ES, apresentou o projeto e realizamos uma imersão no Rio Grande do Sul. Depois vieram as capacitações e a implementação do projeto. O trabalho desenvolvido pelos meninos vai muito além de gerar valor, mas também criar um laço com a comunidade, com ações de arrecadação de alimentos para doação e trazendo a comunidade para mais perto do cooperativismo”, disse Vinicius.

Vencer o Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora com o projeto das Cooperativas Mirins foi o certificado de que a CEL está no caminho certo. Para a diretora pedagógica Queila, foi uma surpresa aliada a sensação de vitória. “Nós disputamos com outros ótimos projetos e este prêmio representa um reconhecimento muito importante pelo trabalho desenvolvido dentro das cooperativas educacionais”, frisou. Esta é também a avaliação feita pelo professor Vinícius, que ajudou na construção da proposta junto aos alunos e escola. Para ele, o grupo ainda está engatinhando, buscando resultados com pequenas vendas e baixos valores para um público interno, mas entende que é um processo e acredita que, futuramente, os alunos poderão colher os resultados do aprendizado de hoje.

“Estou desde o início do projeto e consigo perceber o quanto eles amadureceram. Eles passaram a entender o que é o cooperativismo de verdade. Antes, a compreensão era muito distante. Agora, eles percebem o quanto isso faz parte da vida deles. Isso dá um conforto porque percebemos que o projeto não está acontecendo apenas por acontecer, mas que tem um objetivo e um propósito”, apontou o professor.

Sobre levar a ideia das Cooperativas Mirins para além das Cooperativas Educacionais, a Superintendente Institucional do Sicoob Sandra Helena destaca que há um planejamento junto a OCB/ES para ampliar o projeto para redes públicas e privadas, levando para a comunidade a importância dos princípios cooperativistas e da cooperação.

“Iniciamos com a OCB/ES o planejamento das ações a serem implementadas visando para fortalecer as cooperativas mirins existentes e para levar o projeto à outras escolas públicas e privadas. Reforçaremos o programa atual aderindo à metodologia do programa cooperativa mirim desenvolvido pelo Instituto Sicoob e o SESCOOP Nacional. Desta forma, acreditamos que o programa ficará ainda mais atrativo e adequado para ampliarmos a cultura cooperativista junto às crianças e jovens”, concluiu a Superintendente do Sicoob ES.

Além de ganhar o Prêmio Sebrae, a Cooperativa também foi vencedora no Concurso Cultural do Sicoob na categoria desenho e redação. O Concurso deste ano contou com a participação escolas públicas e privadas do ensino fundamental, sendo dividido em três etapas (local, regional e nacional).

 Sobre o Prêmio

O Prêmio SEBRAE de Educação Empreendedora é uma iniciativa que visa identificar, estimular, reconhecer e divulgar as melhores práticas da educação empreendedora a nível estadual, regional e nacional.

São premiadas instituições de ensino fundamental e médio, públicas ou privadas, reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC). Projetos, produtos e soluções desenvolvidas no âmbito escolar e que devem contribuir para que os alunos adquiram ou aprimorem atitudes, comportamentos e características que os levem a lidar melhor com as adversidades no contexto dos negócios ou da vida.

FONTE: Milena Mangabeira. ARINS/ASCOM – Sistema OCB/ES.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *