6/5/2011 às 17h54 - Atualizado em 6/5/2011 às 17h54

Ferrous deve receber aval para construir porto no Sul do Estado em três meses

Folha Vitória
Redação Folha Vitória

Foto: Divulgação
A construção do terminal portuário de águas profundas que a Ferrous pretende construir em Presidente Kennedy, no litoral sul do Espírito Santo, está perto de sair do papel. A empresa aguarda apenas a licença ambiental para iniciar a construção da planta do empreendimento, o que deve acontecer em um prazo de até três meses.

O projeto inicial da Ferrous prevê investimentos de R$ 2,7 bilhões na construção do porto, mas poderá chegar a R$ 11 bilhões com a implantação de três pelotizadoras e de um mineroduto.

O secretário de Desenvolvimento do Estado, Márcio Felix, informou, por meio da sua assessoria, que a empresa já tem uma licença prévia e aguarda ainda licença do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para que seja iniciada a planta do terminal.

O Porto contará com uma planta de desaguamento e filtragem e vai poder receber navios de grande porte. Em sua primeira fase, o terminal terá capacidade para embarcar 25 milhões de toneladas por ano, podendo ser expandida para 50 milhões de toneladas anuais.

No pico das obras do porto serão gerados cerca de 3,5 mil empregos, enquanto na fase de operação serão abertos em torno de 400 postos diretos de trabalho. O projeto prevê um mineroduto de 400 km para levar o minério até o porto para ser exportado.

O projeto prevê um investimento de estimado em US$ 3,7 bilhões. Até que o porto em Kennedy seja instalado, a Ferrous usará o Porto de Sepetiba, de propriedade da Vale, para realizar a exportação de minério.

A Rede Vitória faz parte do
4Ps Todos os direitos reservados © 2007-2014