Quero correr todo dia. Posso?

Muitos se perguntam se faz mal correr todos os dias, mas essa é uma questão que depende de muitos fatores. Alguns vão conseguir tolerar uma determinada quantidade de treino e outros, não. A melhor resposta para esse questionamento é que depende do seu nível atual de condicionamento físico e seus objetivos.

De uma maneira geral, a maioria dos bons corredores amadores treina, em média, três vezes por semana, cuja frequência geralmente permite um equilíbrio sadio entre treinos, vida pessoal e trabalho.

Alguns profissionais argumentam que correr todos os dias faz mal, especialmente devido ao fato de que a corrida é um movimento repetitivo. Ao realizar a mesma atividade todo dia, você pode aumentar o risco de uma lesão de esforço, envolvendo muitas vezes os mesmos músculos e articulações.

Por isso, o importante é seguir um programa de treinamento e procurar um profissional de Educação Física. O blog Corrida de Rua ouviu alguns especialistas.

Impacto

A personal trainer Sayonara Martins, triatleta responsável pelo blog No Pique, destacou que a corrida é uma modalidade que gera muito impacto e que muda bastante o estímulo da musculatura. Ela afirma que quase não vê pessoas correndo todos os dias, mas que, geralmente, isso acontece quando começam a praticar o esporte e acabam “empolgando”.

“Quando começam a correr, acabam despertando e gostando. Aí dá prazer, é normal”, ressalta. Mas ela alerta: “Sempre recomendo correr três vezes por semana, sempre intercalando com academia ou outra atividade. Mas isso depende muito do objetivo de cada um. Se a pessoa corre todo dia, ela não tem tempo para pilates ou musculação, por exemplo. Isso significa que ela não está preparada e vem a lesionar mais, por conta da frequência”, ponderou Sayonara Martins.

Volume e intensidade

O treinador de corrida e responsável pela Ative Treinamento Esportivo Integrado, Tiago Thomaz, ressalta que, para correr todo dia, depende do volume e da intensidade.

“Não é errado prescrever corrida todos os dias. Porém, tem de ser controlado por um profissional de Educação Física. Porque, do contrário, a pessoa perde controle e vai aumentando o volume (duração) sem que perceba que o cansaço está acumulando e o somatório dos quilômetros percorridos ao longo dos microciclos e mesociclos pode ser prejudicial. Todo estímulo físico (carga de treino) tem seu momento em que o organismo sofre, cataboliza, degrada e, para que haja o desenvolvimento da capacidade física, existe um momento ótimo de recuperação entre as cargas de treino, para que ocorra a supercompensação. Assim, em resumo, faz-se necessária a alternância da intensidade e volume, do meio e método de treino”, explicou Tiago.

O especialista ainda ponderou o risco das lesões caso o atleta não respeite os princípios do treinamento. “Não obedecendo a isso, correr todos os dias aumenta o risco de lesão, além de não promover benefícios a partir de um plato de rendimento (assim como só caminhar todos os dias, por 365 dias do ano)”, disse Tiago.

Orientações

Para seus alunos, Tiago Thomaz dá as seguintes recomendações: “Dar ênfase em corrida (ou outra atividade aeróbia) de 2 a 3x por semana. Nos demais dias da semana, enfatizar treinamentos voltados para a capacidade física de força, flexibilidade e coordenação, buscando o desenvolvimento e equilíbrio muscular. Em alguns momentos da periodização, utilizamos a corrida combinada com exercícios funcionais (força), com o intuito de aumentar o gasto energético. O que pode ser interpretado que o aluno esteja treinando corrida mais do que 3x por semana. No entanto, quero deixar claro que não é errado treinar corrida mais do que 3x por semana. Um profissional de Educação Física pode planejar o treinamento de forma que a carga de treinamento (intensidade, volume e densidade) seja distribuída, controlada e reavaliada a cada período. Porque, em alguns casos como na maratona, existem momentos da fase de treinamento que planilho quatro sessões de treino com foco em corrida. O que não quer dizer, também, que para participar de uma maratona a pessoa tenha de correr 4x/semana ou mais”.

 

 

 

 

Matheus Thebaldi

(62Publicações)

Acompanhava as pessoas nas corridas e ficava impressionado com tamanho fôlego e com tanta disposição até a chegada. Mal corria na esteira. Foi quando fiz uma prova para concurso em 2009 e a mesma exigia o famoso TAF, tendo que correr 2,4km em 12 minutos. Comecei a treinar e não parei mais. Não passei na prova, mas me tornei um viciado em corrida de rua, tendo já feito, inclusive, três maratonas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *