Em tratamento, Fred aguarda resultados de exames; Veja vídeo de resgate de elefante-marinho

Tratamento do elefante-marinho, que precisou ser capturado em virtude da perda excessiva de peso nos últimos dias, envolve medicações e repouso em silêncio

 Versão para impressão  
Fred em praia deserta de São Mateus
Fred em praia deserta de São Mateus
Foto: ​Divulgação/Ipram

O elefante-marinho Fred, resgatado de uma praia de São Mateus na última quarta-feira (25), continua em tratamento que envolve medicações e repouso em silêncio. De acordo com voluntários que monitoravam o animal, a medida foi necessária por conta da perda excessiva de peso em relação à última vez em que ele esteve no Espírito Santo, entre o final de dezembro e o início de janeiro.

Ele tem sido submetido a diversos tipos de exames, que podem ficar prontos em até duas semanas, tendo em vista que alguns não são feitos no Estado. Enquanto isso, Fred continua sob vigilância em uma das bases da Scitech. empresa que executa o Projeto de Monitoramento de Praias da Petrobras no Espírito Santo.

Neste domingo (29), o Instituto de Pesquisa e Reabilitação de Animais Marinhos (Ipram), situado em Cariacica, divulgou mais detalhes de como foi a captura de Fred, e também comentou como foi triste concluir que o animal precisava ficar em cativeiro até se recuperar completamente.

"Infelizmente, com muita tristeza constatamos severa perda de escore corporal, o que indicava um declínio da saúde desde os últimos avistamentos no começo do mesmo mês. Os ferimentos pelo corpo ainda não cicatrizaram e servem como porta de entrada para infecções", diz.

Um chip de identificação também foi implantado no animal. "Pela segurança dos profissionais e do próprio animal, Fred foi submetido a contenção química, teve sangue e outras amostras biológicas coletadas, parâmetros vitais monitorados, recebeu fluidoterapia, foi marcado com anilhas nas nadadeiras pélvicas e recebeu a implantação de dois chips de identificação sob a pele", relata o instituto.

O instituto informou ainda que o animal precisou ser removido por um trator. "Após os procedimentos na praia, o animal foi envolto em uma lona grossa e removido com a pá de um trator fornecido pela prefeitura de São Mateus, sendo levado até o caminhão que transporta os cavalos da Polícia Montada, cujo motorista trabalhou com excelência, conduzindo o veículo com perícia para não prejudicar o elefante marinho", complementa.

Inúmeras instituições e entidades contribuíram e/ou seguem contribuindo para a melhora do elefante-marinho. Além do Ipram e do projeto da Petrobras, fazem parte da força-tarefa o Instituto Baleia Jubarte, Instituto Mamíferos Aquáticos (IMA), ICMBio, Ibama, Iema, Polícia Militar, SOS Hospital Veterinário, Vila Velha Pet Hospital, entre outros.

Também neste domingo, o Ipram divulgou o vídeo do momento da captura de Fred, conforme pode ser conferido logo abaixo.

TAGs

  • Fred
  • Espírito Santo
  • elefante-marinho
  • Tratamento
 Versão para impressão  

MAIS LIDAS

Jornal Folha Vitória
Todos os direitos reservados © 2007-2016