Suspeito de cegar universitário com tiro em Vila Velha se apresenta à polícia

O inspetor penitenciário prestou depoimento e foi liberado. Ele contou que só soube do crime pelos noticiários da televisão. A arma utilizada no crime foi apreendida

 Versão para impressão  
O inspetor se apresentou à Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa
Foto: ​Arquivo

Um inspetor penitenciário da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), de 33 anos, suspeito de atirar, ferir e cegar o universitário Edson José Domingos Neto, de 22 anos, no último sábado (13), após uma discussão no trânsito, se apresentou na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) na tarde desta terça-feira (16). O inspetor prestou depoimento e foi liberado. 

Além de ter atingido o universitário, o disparo também feriu o irmão dele, o jovem Derick Castro Domingos, que foi atingido de raspão na barriga. No dia do crime Edson foi socorrido pelo irmão e o suspeito fugiu após o disparo.  

Em depoimento prestado na tarde desta terça-feira (16), o inspetor penitenciário falou que atirou no chão para sair do local e que não sabia que tinha atingido as vítimas. Ele contou, ainda, que só soube do crime pela televisão. O caso continuará a ser investigado pela Delegacia de Crimes Contra a Vida (DCCV) de Vila Velha.  

A arma utilizada por ele foi apreendida e será encaminhada para exame de microcomparação balística, juntamente com o projétil que se encontra com a família das vítimas.

TAGs

  • agente penitenciário
  • crime
  • dhpp
  • universitário cego
 Versão para impressão  

MAIS LIDAS

Jornal Folha Vitória
Todos os direitos reservados © 2007-2016