Há palco para todos no Web Summit

Durante esses dias do Web Summit, os vários temas da atualidade têm espaço durante a nona edição do evento. Todos claro, relacionados de alguma forma com o empreendedorismo, tecnologia ou inovação, mas com apelos de toda a ordem. Desde do dia 4, passam pelo palco principal, políticos, gestores, jornalistas, uma série de profissionais, e até robôs.

A Presidente do Wikipedia, Katharine Maher, abordou em sua fala a própria empresa que administra como exemplo de colaboração que pode ser alargada aos grandes problemas globais. E para dar a dimensão do que é essa colaboração, questionou a plateia sobre quantos ali já haviam utilizado o Wikepedia, e não ficou assustada ao ver que quase a totalidade das pessoas levantou o braço. Ao final, sintetizou a sua participação dizendo que o foco principal é construir coisas que durem, e de forma devagar. Um recado para os que acham que no mundo das startups tudo acontece ou deve acontecer como em um passe de mágica, ou da noite para o dia.

No campo da inteligência artificial, retornou ao palco o robô Sophia, que há 2 anos foi umas das grandes estrelas do evento. Esse retorno deu uma conotação mais humilde a sua fala ao dizer que “precisa e ainda conta com a ajuda dos amigos humanos para se desenvolver”. Em sua última aparição Sophia havia arrancado aplausos da platéia ao ser entrevistada por humanos com suas respostas inteligentes e qualificadas às perguntas realizadas. Dessa vez, acompanhada por outro robô, ela veio mostrar que todo o conhecimento e evolução ocorre em parceria harmônica entre humanos e máquinas.

 

Já o ex-primeiro ministro do Reino Unido, Tony Blair, abordou o distanciamento dos políticos em relação a tecnologia. Depois de já ter participado na terça-feira de uma palestra dedicada ao Brexit, dessa vez ele deixou criticas e conselhos aos lideres mundiais. Para Blair, os políticos deveriam trazer o tema mais para o centro das discussões, e não deixa-las para segundo plano. Disse que isso acontece pela incapacidade dos governantes de perceberem do assunto, o que acaba por afastá-los  do tema e do que a tecnologia e disrupção significa para os transportes, educação e saúde , por exemplo.

 

Enfim, pelo Web Summit transitam opiniões e conhecimento os mais diversos, muito importantes para o desenvolvimento de toda a sociedade de hoje e nos próximos tempos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *