O manejo sustentável das florestas – Leia na Revista AdNormas

Muito se tem falado sobre desmatamento e nada prático se tem feito. Somente discussões inócuas e sempre com algum viés de representantes de organizações não governamentais (ONG) e a sociedade fica totalmente desinformada do que é verdade e do que é apenas interesse em obter dinheiro público para, hipoteticamente, defender as matas. Conforme o engenheiro agrônomo Alfredo José Barreto Luiz, pós-doutorado em sensoriamento remoto pelo INPE, o Brasil tem quase 60% do território coberto por florestas, e toda essa área preservada, de 4,9 milhões de quilômetros quadrados, é maior que a soma dos territórios dos 28 países da União Europeia. Também informa que o maior problema com o meio ambiente no Brasil está relacionado com o saneamento básico, pois apenas 48,6% da população têm coleta de esgoto e apenas 40% são tratados.

Os dados do INPE mostram que 94% do Estado do Amazonas está preservado. No Amapá, também na Amazônia, chega a 99,6%. Há dois tipos de florestas, a plantada e a nativa, mas para serem sustentáveis devem sempre conter árvores de todas as idades e frequentemente espécies diferentes. Conforme as árvores amadurecem, elas são derrubadas e a madeira natural é processada em serrarias. Árvores cortadas são substituídas por mudas. Dessa forma, a floresta é constantemente renovada. As florestas sustentáveis não são apenas produtivas em termos dos produtos de madeira que fornecem, mas também são consideradas lugares que podem ser explorados pela indústria de lazer e turismo.

As florestas sustentáveis aumentam consideravelmente a aparência do ambiente natural e, consequentemente, atraem turistas, como caminhantes, ciclistas e corredores. E essas florestas sustentáveis só podem sobreviver se lucrarem e fornecerem emprego, muitas vezes para a população local. O tipo de emprego disponível incluirá o trabalho relacionado diretamente ao manejo e a manutenção das florestas, mas também empregos relacionados ao setor turístico. Isto incluirá a indústria hoteleira e de restauração. Conheça os princípios, critérios e indicadores para o manejo sustentável das florestas nativas e plantadas.

Leia a matéria completa na edição gratuita da Revista AdNormas sob a liderança de Hayrton Prado, Jornalista e membro da Academia Brasileira da Qualidade.

https://revistaadnormas.com.br/2019/08/20/o-manejo-sustentavel-das-florestas/

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *