INOVAÇÃO – Comemorando e visualizando projetos futuros

O Dia Nacional da Inovação é comemorado anualmente em 19 de outubro.

Com a finalidade de incentivar a inovação e crescente crescimento tecnológico, científico e intelectual em todos os campos de atuação profissional, o Dia da Inovação foi criado para ajudar a desenvolver a economia sustentável, competitiva e próspera do país.

Na América Latina, o Brasil lidera o mercado da inovação e, de acordo com a revista sobre tecnologia Fast Company, a empresa brasileira Nubank está entre as 50 empresas mais inovadoras no mundo.

Neste dia, por norma, escolas e instituições, com foco no desenvolvimento tecnológico e científico, realizam workshops, palestras e demais atividades que procuram discutir o processo de inovação e crescimento das suas respectivas áreas.

Origem do Dia Nacional da Inovação

Esta data foi criada a partir do Lei nº 12.193, de 14 de janeiro de 2010. A criação desta data é uma iniciativa do MCTI.

O tema inovação nos remete logo às tecnologias da informação e, assim, nessa mesma data se comemora o Dia do Profissional de Informática; uma data que apesar de não ser oficial, é celebrada pelos profissionais ligados à informática como uma forma de valorizá-los.

Semana da Inovação

No âmbito do Governo comemora-se a Semana da Inovação no período de 16 a 19 de Novembro 2020, ocasião que ocorrerá importante evento on line – veja mais em:  https://semanadeinovacao.enap.gov.br

O maior evento de inovação em governo da América Latina chega à sexta edição com o desafio: que novos futuros queremos construir?

Ranking Mundial de Inovação

Suíça, EUA, Reino Unido e Holanda lideram a classificação no Índice Global de Inovação 2020. O Brasil ganhou quatro posições no Índice Global de Inovação 2020, ficando agora em 62º lugar entre 131 países, segundo o Valor Invest.

Já a Revista Forbes, confirma a posição obtida pelo Brasil como 62º colocado no Índice Global de Inovação 2020, levantamento realizado anualmente graças à parceria entre a Cornell University, o INSEAD (Instituto Europeu de Administração de Empresas) e a Organização Mundial da Propriedade Intelectual. Em relação ao ano passado, o país ganhou quatro posições num grupo que reúne 131 economias. No topo da lista estão Suíça, Suécia, Estados Unidos, Reino Unido e Holanda.

No momento em que o relatório estava sendo impresso, o mundo lutava para lidar com as consequências da Covid-19. “Mais do que nunca, a inovação – principalmente no que diz respeito a tratamentos e vacina – é a melhor esperança para a humanidade do ponto de vista econômico. A pandemia nos lembrou que a pesquisa e o desenvolvimento na área da saúde não são um luxo, mas uma necessidade”, escreveram Soumitra Dutta, Francis Gurry e Bruno Lanvin, representantes das instituições responsáveis pelo documento.

Destaque da Inovação no Espírito Santo

O Findeslab, hub de inovação da indústria, completou seu primeiro ano de funcionamento no dia 05 de Outubro 2020. Idealizado pela Findes e operado pelo Senai, ele conta com um time de especialistas e uma infraestrutura completa para conectar empresas e empreendedores com o ecossistema de inovação, além da Rede Senai de Institutos de Inovação e Tecnologia.

Em conversa com o nosso amigo Iomar Cunha do Findeslab nos foi passado a importante informação sobre o Marco Legal das Startups, veja:

“O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) assinou nesta segunda-feira (19) um projeto de lei para criar uma regulamentação das empresas de tecnologia chamadas de startups. O anúncio foi feito pelo próprio presidente, que divulgou um vídeo por meio das redes sociais.

“O Brasil é o quarto maior mercado digital do mundo. Temos evoluído muito nos últimos meses, mas queremos avançar mais ainda, facilitando o ambiente de negócios. Assim sendo, estamos assinando agora o projeto de lei que trata do marco legal das startups”, disse o presidente, ao lado do ministro da Economia, Paulo Guedes, e do secretário de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa.”

Veja mais em: https://cacb.org.br/bolsonaro-assina-projeto-de-lei-para-criar-marco-legal-das-startups

ES no Ranking Brasileiro da Inovação

Atualmente, de acordo com Índice FIEC de Inovação dos Estados, o Espírito Santo é 9º estado mais inovador do Brasil. Por outro lado, quando se fala nas áreas utilizadas para a medição deste ranking, o estado é o 4º mais capacitado

Espaços destinados à pesquisa e ao desenvolvimento, os ambientes de inovação no Espírito Santo seguem uma tendência de crescimento global e nacional. Tendo em vista isso, quando se fala em inovação, startups — uma espécie de empresa desenhada para criar um novo produto ou serviço em condições de extrema incerteza — já vem em mente.

Ao todo, segundo o StartupBase — projeto que reúne dados do ecossistema brasileiro de startups — o Brasil possui mais de 13,3 mil instituições neste segmento. Dessas, aproximadamente 130 são capixabas e fazem o Espírito Santo estar em 12º no ranking nacional.  Veja mais em: https://eshoje.com.br/espirito-santo-entre-os-mais-inovadores-do-brasil/

MAPA DA INOVAÇÃO NO ES

Ainda incompleto, a versão gráfica apresentada abaixo requer correções e atualizações – nossa primeira incursão no gráfico foi em 2015 com pequenas correções e inclusões nos anos seguintes. Estamos formando uma equipe de voluntários para complementação das informações no ano base de 2020 e propostas 2021/anos seguintes.

Caso tenha interesse em colaborar entre em contato conosco via [email protected]

Concluindo: Cultura da Inovação – Importante

Inovação se tornou o tema da moda – todos julgam especialistas no assunto mesmo sem botar o pé numa empresa. Isso mesmo! Fazer inovação é um grande desafio para a organização brasileira (pública e privada). Lendo o texto abaixo da empresa Absolut resolvi dividi-lo com os amigos pois toca num ponto crucial na busca da inovação, a CULTURA DA INOVAÇÃO. Vejam:

A cultura da inovação pode ser definida como a filosofia que uma empresa (ou organização pública) imprime em todos os seus processos internos ou externos, envolvendo comportamentos, diretrizes recursos humanos e materiais. No entanto Inovar não é, necessariamente, criar algo revolucionário. Práticas como oferecer soluções para problemas, aperfeiçoar processos e melhorar produtos também são parte de uma cultura de inovação, que tem nas pessoas o centro de sucesso de qualquer mudança.

Em um mundo de tantas transformações, uma empresa que permite uma liderança horizontalizada com métodos mais ágeis e flexibilidade, se beneficia da rapidez na adaptação e nas tomadas de decisão. Esse modo de organização, que incentiva a cultura de inovação, tem como característica fundamental, não ter medo de errar e a posição de assumir riscos.  Absolut Technologies.

LEMBRETE: Vem aí a comemoração do DIA MUNDIAL DA QUALIDADE – 12 de novembro 2020– Evento Gratuito com a presença de Jorge Gerdau, Prof. Falconi, Dorothea Werneck e Claudio Moura Castro.  Fique de olho – link https://www.sympla.com.br/debate-brasil-desafios-2021-dia-mundial-da-qualidade__1004008

Em tempo – evento sugerido pelo nosso amigo Reinaldo Ferraz, gestor do MCTI durante algumas décadas e hoje membro da Academia Brasileira da Qualidade – ABQ. Vejam:

FONTES: Calendarr Brasil, MCTI, ENAP Governo Federal, Findeslab/FINDES, Revista Forbes, jornal ES HOJE, Absolut Technologies. Academia Brasileira da Qualidade – ABQ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *