Você conhece a cidade de 15 minutos? Aposto que vai querer morar nela!

Quanto tempo você leva para fazer o percurso de casa até o trabalho? E, quando está em casa, quanto tempo gasta para ir até o supermercado ou a uma área de lazer? Já pensou morar em uma cidade onde tudo fica apenas 15 minutos de distância a pé? Trabalho, escola, saúde, parque, comércio, cultura e entretenimento, tudo em 15 minutos de casa, não importa a região da cidade que você more.

O conceito de Cidade de 15 minutos, criado pelo franco-colombiano Carlos Moreno, professor de urbanismo da Sorbonne, está em voga devido às mudanças de hábitos do pós-pandemia. As pessoas querem encontrar tudo perto de casa e o mercado imobiliário já entendeu a mensagem, sobretudo loteadoras e condomínios horizontais.

A partir de agora, arquitetos, urbanistas e engenheiros se debruçam sobre projetos para a construção civil onde a mobilidade é o principal alvo. Isso inclui não somente a ideia de comércio e serviço perto de casa, mas o aumento de ciclofaixas, praças e espaços para pedestres, lugares para prática esportiva e equipamentos de cultura perto das escolas, por exemplo.

São os facilities que os condomínios horizontais e loteamentos já vislumbravam, mas que, agora, terão de acelerar ideias e inovações. Isso inclui também o conceito de moradia popular, com o programa Casa Verde Amarela, afinal, a proposta de requalificação de lugares e moradias irá atingir todas as classes sociais. Com isso, novas áreas das cidades serão adensadas para completa infraestrutura.

A pandemia vai passar, mas o destino das cidades vai se transformar como nunca no pós-pandemia. E isso já começou no mercado imobiliário como temos demonstrado em conteúdos aqui no IMVC.

Estamos às vésperas dos 469 anos de Vitória, uma cidade histórica e com característica de proximidade entre as regiões. Será que Vitória está preparada para se transformar numa cidade de 15 minutos? Como estamos em ano de eleições municipais, ressalto que o conceito de bairro multifuncional, de 15 minutos, foi decisivo para a reeleição da prefeita de Paris, Anne Hidalgo, que se reelegeu em julho.

Planos Diretores

Mas aonde quero chegar com essa história de eleição? Quero falar da responsabilidade do poder público na construção das cidades do futuro, devido ao planejamento urbano contido nos Planos Diretores Municipais e Urbanos – nossos conhecidos PDM e PDU.

Sempre foi papel do poder público buscar respostas para o planejamento urbano das cidades ouvindo a população e o setor privado, sobretudo empresas da construção civil. Buscar respostas para os anseios das pessoas nas cidades também é papel do mercado imobiliário e a pandemia do novo coronavírus colocou uma lupa no conceito de bairro multifuncional, acelerando processos de arquitetura e urbanismo.

Fato é que a estrutura urbana sofrerá alterações para responder aos desejos da sociedade, propondo novas formas de interação social, consumo e comportamentos.

Se essa onda de mudanças ainda não atingiu o PDU e o PDM, o mercado imobiliário já sentiu o impacto e está passando por mudanças estruturais, sobretudo no conceito dos condomínios horizontais e loteamentos, com redefinição de áreas verdes e contato com a natureza, infraestrutura de serviços próximos à moradia, incremento do drive-thru e, por que não, a volta dos drive-ins.

São possibilidades que o destino nos reserva no pós-pandemia. O desafio será fazer com que as pessoas trabalhem perto de suas casas, tendo total infraestrutura para o home office, com tecnologia de ponta, conforto e acesso a produtos e serviços.

As cidades do futuro vão depender da iniciativa privada para novos projetos que estão além dos investimentos públicos e aí cito a importância das PPPs, as Parcerias Público-Privadas na construção civil. Esse assunto pede um destaque maior e iremos tratá-lo em uma outra oportunidade.

Se você quer saber mais sobre as tendências do pós-pandemia, continue acompanhando nossas editorias do IMVC e o @ContadoAbreuOficial.

Sempre temos novidades por aqui para você continuar muito bem informado sobre o Mercado Imobiliário.

Te vejo amanhã!

Thiago Abreu

Um comentário em “Você conhece a cidade de 15 minutos? Aposto que vai querer morar nela!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *