Thiago Abreu
IMÓVEL PARA VOCÊ

porThiago Abreu

Dez 2020
20
Thiago Abreu
IMÓVEL PARA VOCÊ

porThiago Abreu

Dez 2020
20

Atitudes baseadas no atual quadro do Espírito Santo

Segundo dados atuais da Sesa (Secretaria Estadual de Saúde do Estado do ES), dos 78 municípios, 06 voltaram a se classificar como risco alto e 48, como risco moderado, levando às autoridades públicas a cancelarem vários eventos, dentre os quais as tradicionais “queimas de fogos” nas orlas. Ainda, segundo a Sesa, a taxa de ocupação dos leitos dos hospitais, nas UTIs já alcançou o percentual de mais 82%. Alarmante.

Diante desses dados e da informação fornecida também pela Sesa, de que o Estado do Espírito Santo conta atualmente com mais de 4,5 mil mortos por Covid-19, inevitável, pois, a adoção de medidas ainda mais restritivas de circulação de pessoas, não somente em vias públicas, mas também nos condomínios, com a imposição de multas, sem prejuízo da aplicabilidade de sansão penal que tipifica como crime à saúde pública “infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa”. Dentre as medidas, a limitação do número de convidados por unidade, adotando-se, como regra geral, o cálculo de ocupação por m2 do imóvel, respeitando-se o distanciamento de 2 m2 entre as pessoas.

Adoção de medidas para proteção da coletividade condominial

O uso das áreas de lazer é direito de todos os condôminos e, mais, ainda, o uso da própria unidade. Entretanto, diante do crescente aumento das contaminações pela Covid-19, é preciso a conscientização de todos de que as unidades protegidas protegem à coletividade e que, portanto, o cumprimento estrito das regras é medida que se impõe. Diante da atual situação de ocupação dos leitos dos hospitais e do aumento dos casos de contaminação, recomenda-se que, durante as festas de fim de ano, a confraternização ocorra apenas no interior das unidades e em limite bem reduzido de pessoas, a fim de evitar a circulação nas áreas internas, especialmente nos elevadores. Festas coletivas, não são recomendadas.

O condomínio e os moradores devem reforçar, de forma contundente, os protocolos de segurança para seus convidados, hóspedes e visitantes. A depender do grau de risco em que se classifica o município no qual o condomínio está localizado, o síndico pode adotar medidas ainda mais restritivas de acesso, haja vista que o direito coletivo se sobrepõe ao individual. Sem cooperação, a tendência é piorar. O distanciamento é necessário e, muito embora já explicado exaustivamente pela imprensa, deve ser frisado por e para todos. Empatia e cooperação são palavras de ordem. Muitos já sofreram e sofrem pela perda de entes queridos e, se a dor do outro não nos incomodar, então somos nós que estamos doentes.

Postado Agora

QuintoAndar mira mercado de compra e venda de residências

Ao longo dos últimos anos, a startup brasileira QuintoAndar ficou conhecida pelo aluguel residencial. Dona de um sistema que conecta inquilinos e proprietários sem precisar de seguro fiança, caução ou fiador, a empresa chegou em 2019 ao raro status de unicórnio - avaliada em pelo menos US$ 1 bilhão - justamente por conta desse serviço. Mas agora a companhia de Gabriel Braga e André Penha quer ir além: "agora somos uma empresa de moradia", diz Braga, CEO da empresa. Em outras palavras, ele busca dar destaque ao fato de que o QuintoAndar agora também oferece um serviço para quem quer comprar ou vender uma casa.

Postado Agora

Luxo para idosos conquista investidores imobiliários

Um mercado ainda pouco explorado, mas apto para ser um ativo imobiliário. Segundo um estudo divulgado pela Savills, consultoria imobiliária internacional, “a procura de melhores condições de vida por parte dos cidadãos seniores e um aumento da esperança média de vida tem resultado na exploração de uma oportunidade de negócio: a aposta no senior living, residências adaptadas para a população sênior que oferecem um leque de serviços diferenciados que se distanciam dos comuns lares da 3ª idade. As residências seniores de luxo são mais um nicho de mercado altamente viável.

Postado Agora

Porto Seguro apresenta novo plano para consórcio de imóveis

A Porto Seguro lançou um novo plano para o consórcio de imóveis. Trata-se do Imóvel Flex Crédito Baixo, que oferece uma faixa de crédito de R$ 70 mil a R$ 140 mil para aquisição de casas, apartamentos e terrenos. Com possibilidade de pagamento em até 200 meses, o plano também traz uma redução de 25% da parcela até a contemplação – sendo o valor da redução compensado após a contemplação –, além das opções de lance embutido de 30%, lance fixo de 40% e lance livre. Outra novidade é que esse plano conta, ainda, com grupos maiores, de 800 participantes, oferecendo mais chances para que os clientes sejam contemplados a cada mês.

As informações/opiniões aqui escritas são de cunho pessoal e não necessariamente refletem os posicionamentos do Folha Vitória

Pular para a barra de ferramentas