Ricardo Frizera
MUNDO BUSINESS

porRicardo Frizera

Dez 2019
14
Ricardo Frizera
MUNDO BUSINESS

porRicardo Frizera

Dez 2019
14

Assim como na ciência, o ego atrapalha resultados das empresas, diz Studart

Muitos conhecem o Rafael Studart dos filmes– como o "Copa de Elite"– e os diversos espetáculos de stand-up que ele apresenta. No entanto, ele tem une a esse incomumcom empreendedorismo e inovação: Studart é doutorando em temas ligados a inovação na UFRJ e fundou a escola de tecnocriatividade "Cody Academic", que introduz jovens de 5 a 19 anos no mundo da programação e computação.

Studart diz que o seu trabalho como ator teve um papel importante no mundo dos negócios. "Me ajudou a ter habilidade de comunicação e persuasão, mas, principalmente, em lidar com o inesperado. Nunca sei qual é o interesse da plateia nas apresentações, mas tenho que me adaptar na hora e, inclusive, lidar com a rejeição."

No entanto, Rafael Studart reconhece que para empreender, os principais atributos vieram do mundo acadêmico. Para ele, é importante que o empreendedor tenha uma abordagem científica aos negócios, testando as hipóteses do projeto e sempre tendo humildade para reconhecer erros. "O ego do empreendedor às vezes é frágil, e isso leva muitos a falharem", encerra Studart.

Palavra do Especialista

Reformas econômicas devem baixar dólar; entenda os motivos

As incertezas advindas da disputa comercial China-EUA e da queda de crescimento mundial, têm gerado forte volatilidade nos mercados financeiros. Como consequencia desta volatilidade, há um movimento de capital saindo dos países emergentes de volta aos EUA,  desvalorizando suas moedas.

O Brasil não escapa deste movimento, a despeito das melhoras da economia trazidas pelas reformas já realizadas e as em andamento. Como consequência, o dólar tem se mantido em patamares elevados e com bastante volatilidade (a redução dos juros domésticos têm também ajudado).

Cabe ao Brasil manter o caminho das reformas, melhorar os fundamentos macroeconômicos e o ambiente de negócios. Uma vez superadas as incertezas, o capital deve voltar novamente a procurar as boas opções de investimento dos emergentes. Estaremos, então, com uma economia preparada para voltar a atrair capital.

Postado Agora

32 startups brasileiras abrem 1 mil vagas de emprego

Startups como MadeiraMadeira, Stone, Contabilizei, Locaweb, Peixe Urbano, Traders Club, Hotmart, MaxMilhas e Agibank estão com 1 mil vagas de emprego abertas. As principais vagas são de analista de atendimento, analista de sistemas, analista em segurança da informação, estoquista e cientista de dados.

Postado Agora

Nos últimos cinco anos, e-commerce cresceu "um Brasil"

As vendas no varejo online cresceram de forma vertiginosa nos últimos anos: passou de US$1,3 tri em 2014 para US$3,5 tri em 2019. É como se nesses últimos 5 anos o valor de um PIB anual do Brasil tivesse entrado no e-commerce. Para os próximos anos, estima-se que esse mercado cresça em mais US$3 tri.

Postado Agora

Petrobrás prevê distribuir US$34 bi a investidores em 4 anos

A Petrobras prevê um aumento substancial no pagamento de dividendos nos próximos anos: a pretolífera planeja distribuir US$ 34 bilhões em dividendos até 2024. O valor faz parte de apresentação sobre o detalhamento do plano estratégico 2020-2024 que a Petrobras faz a investidores na Bolsa de Valores de Nova York. A razão para isso é a redução do endividamento (até agora em US$21 bi) e os desenvimentimentos, que já levantaram US$16 bi.

As informações/opiniões aqui escritas são de cunho pessoal e não necessariamente refletem os posicionamentos do Folha Vitória

Pular para a barra de ferramentas