Ricardo Frizera
MUNDO BUSINESS

porRicardo Frizera

Set 2020
22
Ricardo Frizera
MUNDO BUSINESS

porRicardo Frizera

Set 2020
22

Com investimento mínimo de R$120 mil, Splash já vendeu 25 franquias

Com lojas a partir de 18m2 e investimento mínimo de R$ 120 mil, a rede Splash Bebidas Urbanas aposta em um modelo de franquias mais enxuto e em um modelo de negócios adaptado ao paladar brasileiro para ganhar desde as capitais até as cidades interioranas do Brasil.

O fundador da Splash, Lucas Moreira, explica que desde o início, há cerca de dois anos e meio, já foram mais de 25 unidades da Splash vendidas para franqueados.

"É uma rede de bebidas criada com o objetivo de expandir por meio de franquias simples e práticas. Nossas lojas oferecem uma ampla seleção de bebidas e lanches sem a necessidade de uma cozinha, por exemplo", explicou Lucas em entrevista à Pan News Vitória.

Soma-se a isso o fato de as lojas da Splash conseguirem manter suas operações dentro da normalidade mesmo em meio a situações adversas, como a atual pandemia. "Nosso modelo de negócio permite atuarmos em vários meios, como o presencial, o delivery e o e-commerce. Com esses diferenciais, a Splash conseguiu manter boa parte das operações durante a pandemia, com foco em delivery e take- away. Assim, o ritmo de procura por franquias seguiu em alta: aumentou em 135%", pontua Lucas Moreira.

Além disso, o retorno financeiro é um dos principais atrativos para os franqueados. O valor imobilizado para iniciar uma franquia da Splash somando o investimento mínimo e a taxa de franquia varia de R$ 160 mil a R$ 200 mil, com lojas a partir de 18m2. A lucratividade esperada é de 20% a 30%, com média de faturamento que vai de R$60 mil a R$ 80 mil mensais.

Em comparação, no franqueamento de redes internacionais de bebidas, segundo apurou a Mundo Business, a taxa de franquia pode custar até R$ 500 mil, sem levar em conta o custo da infraestrutura física.

Segundo Lucas Moreira, esse baixo custo é um dos fatores que permitirá a Splash atuar tanto em metrópoles nacionais, como São Paulo e Curitiba, como em cidades do interior, com menor população. "Em cada cidade do Brasil cabe uma splash" afirma o fundador da rede.

Agora, com aportes financeiros do grupo GMT e de Rogério Salume, o objetivo da Splash é iniciar uma expansão agressiva com foco na região Sudeste do país, elevando o número de lojas de 30 (estimado para setembro) para 100 até 2021.

Palavra do Especialista

Isenção às igrejas em troca da CPMF?

Por Arilton Teixeira | Esta semana, o Governo Federal encontrou uma nova estratégia para tentar criar mais impostos e aumentar a já elevada carga tributária brasileira. A ideia é manter a isenção do imposto de renda às igrejas em troca da recriação da CPMF. Em síntese, para subsidiar a casa de Deus, o governo precisa de mais impostos.

Para um país com esmagadora maioria cristã, este pode parecer um bom argumento, mas não é. Em primeiro lugar, porque as igrejas no Brasil já são isentas. Segundo, porque a despeito desta isenção, nossa carga tributária é uma das maiores do mundo, ficando em torno de 34% do PIB. Dentre os países com nível de renda semelhante ao Brasil, não há nenhum com taxação próxima à brasileira.

Leia mais no blog da Apex Partners

Postado Agora

Semana Econômica (IDEIES)

Confira os principais destaques da agenda econômica nacional e estadual reunidos pelo IDEIES/FINDES.

Postado Agora

Selic

Nesta semana, o destaque em âmbito econômico foi o anúncio da manutenção da taxa Selic em 2,00% a.a., deliberada na 233ª reunião do Copom.

Postado Agora

Índice de Atividade Econômica

No Espírito Santo, a divulgação do IAE-Findes indicou uma retração de -12,2% na economia capixaba na passagem do 1º para o 2º trimestre de 2020.

Postado Agora

Índice de Confiança do Empresário Industrial

Na divulgação do Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI), o indicador alcançou 60,5 pontos no Espírito Santo e 61,5 pontos no Brasil, reafirmando o otimismo dos industriais e se aproximando dos níveis de confiança registrados em fevereiro, mês anterior ao início da pandemia. (IDEIES)

Postado Agora

IPO da Havan

As lojas Havan, que devem abrir em breve uma filial em Cariacica, quer alcançar valor de mercado de R$ 70 bilhões na estreia na bolsa de valores. Via Varejo, dona das Casas Bahia e Ponto Frio tem valor de mercado atual de R$ 27 bilhões.

As informações/opiniões aqui escritas são de cunho pessoal e não necessariamente refletem os posicionamentos do Folha Vitória

Pular para a barra de ferramentas