Nov 2020
20
Ricardo Frizera
MUNDO BUSINESS

porRicardo Frizera

Nov 2020
20
Ricardo Frizera
MUNDO BUSINESS

porRicardo Frizera

Apex Partners é mandatada para realizar distribuição de debêntures para investidores

A securitização é uma solução financeira desenvolvida no Espírito Santo pela Rhino Securitizadora para ajudar empresários na gestão financeira e pode ser uma ferramenta importante no momento de retomada da economia.

Funciona da seguinte forma: a empresa que precisa de capital de giro vende seus recebíveis a prazo para a Rhino e recebe o valor à vista. Os pagamentos continuam sendo feitos pelos clientes mas, agora, eles são direcionados para a Rhino. Esse processo de transformar recebíveis em dinheiro à vista otimiza o fluxo de caixa das empresas.

Segundo o Scandar Nemer, sócio-fundador da Rhino, o objetivo principal da Rhino neste momento é fomentar a cadeia produtiva do setor de rochas ornamentais no Espírito Santo.

O empresário explica que “A Rhino é o elo de financiamento de toda cadeia de suprimentos do crescente setor de rochas– uma vocação capixaba com presença nacional e internacional. Escolhemos como parceiros as melhores e mais robustas empresas do setor, com governança corporativa, reputação e tradição.”

Os recursos para realizar antecipação de recebíveis são provenientes de investidores, que compram debêntures ou títulos de dívida, lastreados nos recebíveis que a Rhino adquire. Recentemente, a Apex Partners foi mandatada pela Rhino para realizar a distribuição de debêntures no valor de R$ 10 milhões.

Uma vantagem para os investidores que aplicam nas debêntures da Rhino são os retornos com prêmios superiores aos praticados por instituições financeiras. Assim, é uma alternativa mais rentável que os investimentos tradicionais.

Scandar pontua que “A Rhino foi criada a partir da filosofia de dividir para somar: pagamos prêmios acima do mercado pois temos grande confiança nas empresas. Assim, praticamos deságios baixos e remuneramos bem os investidores”.

O fundador da Rhino acrescenta que um dos fatores que minimizam o risco para os investidores da Rhino é a proximidade da securitizadora com as empresas: “Trabalhamos com uma carteira de ativos pulverizados, altamente qualificados de empresas em que conhecemos as pessoas por trás da gestão”

Além disso, a Rhino investiu em uma estrutura robusta de compliance e transparência com o investidor. A securitizadora conta com um aplicativo similar ao das corretoras de investimentos que permite o acompanhamento em tempo real da rentabilidade das debêntures.

Palavra do Especialista

O futuro começa no tempo presente

Um dos grandes desafios para as organizações é planejar mundo após o coronavírus. As incertezas trazidas pela pandemia impactaram de forma drástica a vida de todos, fazendo-nos perguntar: como será o futuro? A preocupação com o amanhã, obviamente, é válida, mas não deve nos deixar esquecer que o futuro é construído no tempo presente.

Para muitos, as situações impostas pela vida são encaradas como problemas; para outros, como desafios que podem gerar desenvolvimento e aprimoramento. A diferença entre quem sai de um momento de crise com grandes feridas e quem sai dele mais fortalecido está no modo de encará-lo.
O cooperativismo capixaba tem adotado a segunda postura. Esse modelo de negócios nasceu em meio à crise e, ao longo da sua história, aprendeu lições importantes. Uma delas é que as dificuldades precisam ser transformadas em oportunidades. E assim fez: as dificuldades impostas viraram novos modos de se relacionar com os consumidores e cooperados, novas práticas e novos produtos e serviços.

É tempo de pensar e colocar em prática projetos que busquem o fortalecimento do negócio e que, findado esse momento, permitam que as organizações saiam mais firmes e fortalecidas, sem que venham enfraquecer ou até desaparecer. Adianta muito pouco manter o futuro no campo das ideias. Mais eficaz é ajudar a construí-lo.

*Por Carlos André Santos de Oliveira – Superintendente do Sistema OCB/ES

Postado Agora

Prêmio Líder Empresarial revela principais lideranças do ES

A escolha do Prêmio Líder Empresarial da TV Vitória é feita por voto popular a partir de uma lista tríplice proposta por um comitê da Rede Vitória. Conheça a seguir alguns dos vencedores.

Postado Agora

Líder em Soluções Ambientais

Gustavo Ribeiro, CEO da Marca Ambiental, foi o eleito na categoria. Aliás, no Programa Mundo Business deste domingo, vamos conhecer a Marca Ambiental junto a Gustavo, e já podemos adiantar que a Marca é uma empresa que transforma resíduos em RESULTADO, está no caminho de se tornar ‘shopping do lixo’.

Postado Agora

Líder em Maiores Empresas

Benjamim Batista Filho, presidente da ArcelorMittal Tubarão, foi eleito Líder em Maiores Empresas. Especializada em aços planos, A ArcelorMittal tem capacidade de produzir 7,5 milhões de toneladas ao ano e atende a diversos setores industriais, como automobilístico, eletrodomésticos, naval, tubos, construção civil, implementos agrícolas, entre outros. Além disso, emprega direta e indiretamente mais de 10 mil pessoas.

Postado Agora

As informações/opiniões aqui escritas são de cunho pessoal e não necessariamente refletem os posicionamentos do Folha Vitória

Pular para a barra de ferramentas