Jan 2021
28
Ricardo Frizera
MUNDO BUSINESS

porRicardo Frizera

Jan 2021
28
Ricardo Frizera
MUNDO BUSINESS

porRicardo Frizera

Cultura de autonomia da Azul deu liberdade para funcionários ajudarem clientes

Uma frase que guia a gestão de John Rodgerson à frente da Azul Linhas Aéreas é “Empresas são feitas de pessoas”. Ele acredita que sua preocupação com cada passageiro e sua confiança em cada colaborador tenha tornado a Azul a melhor companhia aérea do mundo, na avaliação do Tripadvisor.

John explicou em sua palestra no Day One do ILA que “A Azul chegou a ser a melhor companhia do mundo entre as mais de cinco mil existentes não porque nós tratamos as pessoas como nós gostaríamos de ser tratados. Tratamos os clientes e passageiros como eles gostariam de ser tratados.”

Para criar o melhor ambiente para os passageiros, John criou na Azul uma cultura em que os colaboradores são livres para decidir a melhor forma de ajudar os clientes. Ele explica: “Somos uma empresa construída a partir de valores e nossos colaboradores têm autonomia para agir de acordo com eles para atender aos nossos clientes da melhor forma possível.”

Na prática, o CEO da Azul exemplifica que os funcionários de aeroporto têm a autonomia para decidir sobre a cobrança de bagagem extra, tendo em vista passageiros que não têm condições de pagar pelo excesso de malas.

John também mencionou o episódio em que um jovem colaborador do marketing da Azul disputou no Governo Federal, sem autorização da diretoria, a permissão para transportar as vacinas da covid-19 sabendo da visibilidade que a ação teria. “Sinal de que tiveram liberdade para atuar”, avalia John.

Outro ponto abordado pelo CEO da Azul durante o Day One do ILA foi a importância das pessoas em posição de liderança em dar o exemplo. No voo para Vitória, John ajudou a limpar a sujeira que um passageiro com mal estar causou na aeronave. “Sei que isso vai causar reflexos positivos nos nossos colaboradores. Quero que o comandante da aeronave retire o lixo que encontra no chão, mesmo não sendo sua obrigação.”

FINANÇAS DA AZUL: R$ 8 BILHÕES EM CAIXA NO MEIO DA CRISE

O executivo com experiência na aviação John Rodgerson chegou dos Estados Unidos em 2008 para ajudar a fundar a Azul Linhas Aéreas no Brasil. Em sua palestra, ele afirmou que o grupo de fundadores tomou uma decisão acertada em apostar na aviação regional. Para ele, esse modelo de negócios se tornou um diferencial competitivo da Azul frente a outras companhias insurgentes que tentaram replicar o modelo das grandes companhias como Gol e Latam.

Em 2017, enquanto CFO da Azul, Rodgerson foi responsável por captar mais de 1 bilhão de dólares e liderar o processo de IPO (abertura de capital) da companhia na bolsa de valores de São Paulo e Nova York.

Durante o pior ano da história da aviação na história, 2020, John se orgulha de ter conduzido de forma equilibrada as finanças da empresa. “Conseguimos manter nossa posição de caixa em R$ 8 bilhões durante o ano da pandemia, mesmo com a redução de 95% do nosso faturamento em meses mais críticos e ter uma redução drástica no número de voos diários”, disse ele durante o Day One do ILA.

Vale lembrar que um dos principais acionistas da Azul é o Grupo Águia Branca, de controle capixaba.

Evento presencial aborda investimentos em startups e novo marco regulatório

Se 2020 foi o ano da tecnologia, 2021 será o ano das startups. Para discutir as novas empresas de tecnologia, a Unit, em parceria com a Fucape e o HUB Fucape, promove um evento presencial sobre investimentos em startups e o novo marco legal no HUB Fucape (hub de inovação da Fucape). O evento conta com apoio da Apex Partners e a FASS Advogados.

Os convidados são Aridelmo Teixeira, fundador da Fucape e do HUB Fucape, Felipe Caroni, Head de Venture Capital da Apex Partners, Mauro Massucatti, sócio da Fass Advogados e Ricardo Frizera, sócio cofundador da Unit.

No evento, Mauro Massucatti Neto lançará seu livro Startups e Aceleradoras– Das origens à crítica dos paradigmas socioeconômicos e jurídicos antiempreendedores no Brasil.

Inscreva-se clicando AQUI.

Postado Agora

Conta Café

Buscando facilitar a vida dos seus clientes, o empresário capixaba do segmento de café Eduardo Bortolini e sócios desenvolveram uma startup, a Conta Café, que oferece um processo estruturado de comercialização de café proveniente do barter (modalidade comercial baseada na troca, quando a moeda é o produto e não o dinheiro).

Postado Agora

Dívida pública

Dívida Pública Federal total sobe 4,63% em dezembro, para R$ 5,010 trilhões.

Postado Agora

Tesla tem primeiro lucro anual

No ano de 2020, o lucro foi de US$ 721 milhões, contra um prejuízo de US$ 862 milhões registrado em 2019. Foi o primeiro lucro anual da história da companhia.

As informações/opiniões aqui escritas são de cunho pessoal e não necessariamente refletem os posicionamentos do Folha Vitória

Pular para a barra de ferramentas