Atividade do comércio tem em 2014 menor crescimento em 11 anos, diz Serasa

Economia

Atividade do comércio tem em 2014 menor crescimento em 11 anos, diz Serasa

Redação Folha Vitória

São Paulo - A inflação alta, a elevação das taxas de juros e a baixa confiança dos consumidores fizeram com que a atividade varejista no Brasil registrasse em 2014 o menor crescimento em 11 anos. O movimento dos consumidores nas lojas do País cresceu 3,7% no ano passado na comparação com 2013, segundo o Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio. O resultado acentua a trajetória de desaceleração do segmento que vem sendo registrada desde 2011.

Segundo a instituição, os segmentos que contribuíram para a expansão do varejo em 2014 foram o de supermercados, alimentos e bebidas, com expansão de 3,9%, e de tecidos, vestuário e calçados, com incremento de 3,4% na atividade. Outros setores varejistas registraram expansões mais tímidas: combustíveis e lubrificantes, 1,2%; móveis, eletroeletrônicos e informática, 0,9%; e veículos, motos e peças, 0,4%. Já o setor de material de construção teve queda de 6,5% no movimento de consumidores no ano passado.

Na passagem de novembro para dezembro, já descontados os efeitos sazonais, apenas dois dos seis segmentos que compõem o indicador apresentaram expansão na atividade: supermercados, alimentos e bebidas (+2,1%); e tecidos, vestuário e calçados (+0,6%). No mesmo período, o setor de veículos, motos e peças apresentou contração de 3,9%; o de móveis, eletroeletrônicos e informática, retração de 2,8%; o de combustíveis e lubrificantes, recuo de 1,7%; e o de material de construção, queda de 1,5%, segundo a Serasa Experian.