Presidente do BC da Alemanha não aprova programa de estímulo do BCE

Economia

Presidente do BC da Alemanha não aprova programa de estímulo do BCE

Redação Folha Vitória

Frankfurt - O presidente do banco central da Alemanha (Bundesbank), Jens Weidmann, não votou a favor do programa de compra de ativos anunciado na semana passada pelo Banco Central Europeu (BCE), de acordo com entrevista publicada pelo jornal alemão Welt am Sonntag.

O conselho do BCE, do qual Weidmann é membro, aprovou um plano de compra de mais de 1 trilhão de euros em bônus soberanos e corporativos, com o objetivo de impulsionar a inflação na zona do euro.

Entretanto, Weidmann afirma não ver necessidade do programa. " A inflação está muito baixa no momento, mas isso se deve ao baixo preço do petróleo. Portanto, há muitas razões para presumir que a baixa inflação é um fenômeno temporário", afirmou.

O impacto do programa de relaxamento quantitativo (QE, na sigla em inglês) do BCE provavelmente será menor do que o visto nos EUA, onde as taxas de juros eram mais elevadas quando o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) iniciou um programa semelhante, e porque as empresas americanas utilizam mercados de capitais para se financiarem, comentou Weidmann, de acordo com o jornal. Fonte: Dow Jones Newswires.