Economia da Argentina deve contrair 1% em 2015, diz Moody's

Economia

Economia da Argentina deve contrair 1% em 2015, diz Moody's

Redação Folha Vitória

AE - A agência de classificação de risco Moody's espera que o Produto Interno Bruto (PIB) real da Argentina deva contrair 1% em 2015, e que a inflação do país supere os 30%.

Em relatório divulgado hoje, a agência afirma que o país sofre por causa da alta e persistente inflação, da depreciação contínua das taxas de câmbio oficial e paralela e das políticas heterodoxas implantadas pelo governo. "Estes fatores já se traduziram em queda do investimento privado, e a situação deve piorar este ano", afirmou Valeria Azconegui, analista da Moody's.

A situação da economia deve prejudicar a performance bancos do país. "Embora os bancos argentinos venham registrando alta lucratividade, os lucros reais são menores, às vezes negativos, depois de ajustados à inflação", diz a nota.