Presidente e economista-chefe do BoE sinalizam possível elevação de juros

Economia

Presidente e economista-chefe do BoE sinalizam possível elevação de juros

Redação Folha Vitória

Londres - Altos funcionários do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) sinalizaram nesta quarta-feira que permanecem no caminho para elevar as taxas de juros nos próximos meses no país, à medida que a economia global continua em expansão robusta.

Em testemunho escrito e oral aos legisladores, o presidente do BoE, Mark Carney, afirmou que espera que o crescimento global dinâmico impulsione a economia do Reino Unido mesmo que haja incerteza sobre a estrutura de relacionamento do país com a União Europeia após o Brexit.

"O crescimento global agora está mais forte, mais amplo e saudável do que há algum tempo", disse Carney, em um relatório anual aos legisladores do comitê do Tesouro do parlamento, que examina a política econômica.

O economista-chefe da instituição, Andy Haldane, disse acreditar que os riscos para o crescimento e a inflação no Reino Unido "pendem para o lado positivo" e que os custos de empréstimos na Grã-Bretanha talvez precisem aumentar ainda mais rápido do que o previsto no início do mês para que a inflação convirja para a meta anual de 2%.

"Eu acho que existe o potencial de um impulso maior do que o esperado no crescimento e na inflação globais e no Reino Unido", disse Haldane.

O BoE aumentou sua taxa de juros de referência pela primeira vez em uma década em novembro, elevando-o para 0,5%.

Carney e Haldane ressaltaram ainda que um Brexit desordenado continua a ser a principal ameaça que a economia britânica enfrenta. Fonte: Dow Jones Newswires.