Força Nacional ajudará na segurança em rodovias bloqueadas por caminhoneiros

Economia

Força Nacional ajudará na segurança em rodovias bloqueadas por caminhoneiros

Redação Folha Vitória

Brasília - A Força Nacional de Segurança Pública vai apoiar, por 15 dias, o Departamento de Polícia Rodoviária Federal nas ações de segurança nas rodovias federais em que ainda haja manifestações de caminhoneiros. A autorização consta de portaria do Ministério da Justiça publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, 2.

O protesto dos caminhoneiros já dura 13 dias. No final da noite de sábado, 28 de fevereiro, a Polícia Rodoviária Federal usou bombas de gás lacrimogêneo para desobstruir a rodovia BR-364, na saída de Cuiabá para Rondonópolis, no sul do Mato Grosso, ocupada pelos caminhoneiros. De acordo com a assessoria da PRF, não houve reação dos manifestantes, o que evitou um possível confronto. No domingo, 1, ao menos sete Estados registraram manifestações, de acordo com dados de polícias rodoviárias locais. Hoje, os bloqueios se concentram na Região Sul, sobretudo no Estado de Santa Catarina. A categoria protesta contra a alta no diesel e quer aumento no valor do frete.

Para atender a reivindicações e acabar com os protestos, o governo já avisou que a presidente Dilma Rousseff irá sancionar nesta segunda-feira, 2, sem vetos, a Lei dos Caminhoneiros. Por meio de nota, a Secretaria-Geral da Presidência da República reforçou os termos da lei, que prevê isenção de pagamento de pedágio para eixo suspenso de caminhões vazios, perdão das multas por excesso de peso expedidas nos últimos dois anos e a ampliação de pontos de parada para descanso e repouso.

"Também nesta segunda-feira, o governo tomará as medidas necessárias junto ao Congresso Nacional para permitir a prorrogação por 12 meses das parcelas de financiamentos de caminhões adquiridos pelos programas ProCaminhoneiro e Finame, do BNDES", diz a nota.