Levy não descarta medidas para cumprimento da meta fiscal de 2015

Economia

Levy não descarta medidas para cumprimento da meta fiscal de 2015

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, ponderou que o Brasil foi o único País que reduziu tributos nos últimos anos. O ministro ressaltou ainda que o governo não criou mais impostos

Redação Folha Vitória
Ministro Joaquim Levy: "Estamos fazendo esforço para reduzir medidas de alívio Foto: Divulgação/Internet

Brasília - O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, acenou nesta terça-feira, 31, com novas medidas para alcançar o cumprimento da meta fiscal deste ano. "Estamos olhando a arrecadação e estamos prontos para tomar medidas que se mostrem necessárias para evitar qualquer risco que a arrecadação não comporte o cumprimento da meta", afirmou. A meta para este ano é de R$ 66.3 bilhões.

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse há pouco que o governo está trabalhando para diminuir o alívio tributário. "Estamos fazendo esforço para reduzir medidas de alívio tributário", disse em depoimento na CAE do Senado. Ele ponderou que o Brasil foi o único País que reduziu tributos nos últimos anos. O ministro ressaltou ainda que o governo não criou mais impostos. "Estamos diminuindo a intensidade de algumas ações de renúncia", disse. Ele citou a recomposição parcial da Cide sobre combustíveis como um dos exemplos.

Sobre os gastos do governo, o ministro disse que o objetivo é atingir o patamar de 2013. "É importante ver o lado do gasto. É extremamente importante", afirmou. Ressaltou ser importante garantir que a dívida pública tenha trajetória de queda para manter o País em "boa companhia". Joaquim Levy participa na manhã de hoje de audiência na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado.