Novo empréstimo a distribuidoras tem negociação concluída, diz ministro

Economia

Novo empréstimo a distribuidoras tem negociação concluída, diz ministro

Redação Folha Vitória

Brasília - O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, disse que as negociações para a terceira tranche do empréstimo de R$ 3,1 bilhões para as distribuidoras estão concluídas. Segundo o ministro, os bancos aceitaram estender o prazo do financiamento de 24 meses para 54 meses. O empréstimo será pago por meio da conta de luz dos consumidores. "A questão está bem encaminhada. A minha parte está concluída e a parte do Ministério da Fazenda creio que também", afirmou.

Sobre a taxa dessa terceira tranche, Braga disse que "houve avanços" nas negociações com os bancos, mas não soube dizer qual foi a taxa fechada. Ele negou que os juros tenham sido elevados. "Quando você vê valores absolutos, não significa que ao longo da amortização do empréstimo não houve redução do spread", disse. "Pelo que soube, todos os envolvidos estão confiantes em que avançamos na melhoria da qualidade do financiamento."

Sobre a emissão de papéis da Petrobras lastreados em créditos da Eletrobras, Braga disse que o assunto será analisado pelo Ministério da Fazenda e pela Petrobras. O fechamento do acordo entre as duas empresas abriu espaço para que a Petrobras capte até R$ 8,6 bilhões no mercado.

"Na nova gestão do presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, a Petrobras está analisando de que forma vai lançar papéis para fazer captação em relação a esse assunto. Isso está sendo negociado entre Petrobras e Ministério da Fazenda", afirmou. O ministro não comentou o fato de o Tesouro ter desistido de dar garantias para a operação. A garantia será dada por meio da tarifa de energia paga por todos os consumidores.