Com a chegada da Páscoa, Procon orienta sobre compra de ovos no ES

Economia

Com a chegada da Páscoa, Procon orienta sobre compra de ovos no ES

É preciso verificar, a data de validade e os ingredientes. É importante levar em consideração o peso do ovo e não a numeração, já que essa relação peso/número varia

É preciso ficar de olho antes de comprar os ovos de páscoa Foto: Divulgação/Prefeitura/ IPEM

O mercado de ovos de Páscoa encanta adultos e crianças pela variação de guloseimas temáticas, tamanhos diferenciados e pelos brindes que acompanham os chocolates, que em muitos casos, são o principal atrativo. Para comprar bem, é preciso pesquisar, já que os produtos típicos apresentam grande variação de preços nas lojas.

Para quem quer economizar, é aconselhável deixar as crianças em casa na hora de ir às compras. Os ovos chamam atenção pelas cores da embalagem, pelo tamanho e, especialmente, pelos brinquedos. Por isso, fica difícil controlar os impulsos das crianças e escolher um produto na medida do bolso. Há, ainda, novidades no mercado em que nem sequer um chocolate acompanha o brinquedo, sendo o último o foco principal. Quando um brinde acompanhar o ovo é recomendado conferir a indicação de faixa etária e o selo de aprovação do Inmetro na embalagem.

“Passamos por um momento de alta nos preços dos produtos, por isso, quem quer economizar deve considerar a possibilidade de substituição de ovos por outra versão do chocolate como barras ou caixas de bombom, que são consideravelmente mais baratos se compararmos o mesmo peso dos produtos, informa o diretor-presidente do Procon Estadual, Ademir Cardoso.

Muita gente desconhece que o peso de todos os produtos deve corresponder à parte que será consumida. Isso significa que o peso declarado na embalagem dos ovos de Páscoa deve corresponder ao peso do chocolate, excluindo qualquer embalagem ou brinde.  Se o consumidor achar que está sendo enganado, deve registrar uma denúncia no Instituto de Pesos e Medidas do Espírito Santo (Ipem-ES) pelo telefone 0800-039112 ou pelo e-mail [email protected], para apuração do caso.

Ainda sobre os produtos, o consumidor que optar por versões diet ou light dos ovos de Páscoa deve ficar atento. As nomenclaturas diet e light não significam necessariamente que esses produtos são isentos ou tenham percentual reduzido de açúcar ou energia.

Segundo definição apresentada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), alimentos diet apresentam na sua composição quantidades insignificantes ou são totalmente isentos de algum nutriente, enquanto os light são aqueles que apresentam a quantidade de algum nutriente ou valor energético reduzido quando comparado a um alimento convencional. 

Sobre chocolates sem açúcar, a Anvisa afirma que, embora estes produtos não tenham açúcar como ingrediente, eles apresentam mais gordura do que os chocolates convencionais, sendo assim, o consumo deve ser moderado. Por isso, a importância de ler o rótulo dos produtos e conhecer os ingredientes.

Cardoso recomenda ainda, cautela nas compras de produtos em promoção. “Após a Páscoa, alguns comerciantes colocam ovos de chocolate quebrados em promoção. Assim, o consumidor deve observar a qualidade do produto já que não há a obrigatoriedade de troca”, afirma.