Novidades na linha de financiamento da Caixa animam o mercado imobiliário

Economia

Novidades na linha de financiamento da Caixa animam o mercado imobiliário

a prática, o setor imobiliário ganhou mais um incentivo às vendas, já que as medidas vão incitar, naturalmente, a rotatividade entre a negociação de imóveis antigos por unidades mais novas

O presidente da Ademi-ES, Sandro Carlesso, vê as mudanças com bons olhos Foto: ​Divulgação

Uma boa notícia para o mercado imobiliário. Na manhã da última terça-feira, 8, a presidente da Caixa Econômica Federal, Miriam Belchior, anunciou o aumento da cota de financiamento de imóveis usados e reabertura do financiamento do segundo imóvel. Na prática, o setor imobiliário ganhou mais um incentivo às vendas, já que as medidas vão incitar, naturalmente, a rotatividade entre a negociação de imóveis antigos por unidades mais novas. As mudanças também vão produzir um efeito positivo com relação ao crescimento da demanda pelo segundo imóvel.

De acordo com a Caixa Econômica, o percentual do valor a ser financiado para aquisição de imóveis usados com recursos da poupança saltará de 50% para 70%, sendo que servidores públicos terão um percentual de 80%. Já no caso dos brasileiros que desejam financiar uma segunda moradia, o banco vai reabrir o financiamento imobiliário, permitindo que o cliente possa vender o imóvel anterior em um momento mais oportuno e, assim, abater no valor do novo financiamento.

O presidente da Ademi-ES, Sandro Carlesso, vê as mudanças com bons olhos. “A Caixa é um dos bancos com largo histórico de concessão de crédito imobiliário no Brasil. As alterações ampliam as oportunidades do cliente que busca hoje financiar a casa própria. O reflexo desse anúncio pela instituição para o mercado produtor virá a médio prazo, na medida em que os consumidores concretizem a venda dessas unidades usadas e partem para aquisição de imóveis novos. O mesmo se aplica à questão do fim da restrição para financiamento do segundo imóvel. A novidade também permitirá que mais clientes façam o movimento de buscar novos lançamentos”.