Eduardo Bolsonaro vê 'independência entre os poderes' em votação de PEC

Economia

Eduardo Bolsonaro vê 'independência entre os poderes' em votação de PEC

Somente seis dos 54 deputados do partido do presidente votaram contra a proposta, aprovada em duas votações com mais de 440 votos, uma ampla maioria

Redação Folha Vitória
Foto: Divulgação

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), recorreu ao Twitter para reafirmar o discurso de que a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) do Orçamento ocorrida na noite de terça-feira (26), não significou uma derrota do governo, mas foi na verdade uma prova de "relação harmônica entre os poderes".

"Nunca foi pauta do governo Bolsonaro fazer o Legislativo de refém através de emendas orçamentárias", escreveu Eduardo, lembrando que "quando deputado, Jair Bolsonaro apoiou a PEC do Orçamento Impositivo" e que, portanto, houve uma mostra de manutenção da coerência. "Vitória do Legislativo e da independência entre os poderes", argumentou o deputado.

Além da publicação, Eduardo também veiculou um vídeo com sua fala durante a votação da PEC. No trecho, que foi transmitido ao vivo pela TV Câmara, o deputado parabenizou Rodrigo Maia (DEM-RJ) pela presidência da Casa e disse que o PSL iria votar favorável à PEC.

De fato, somente seis dos 54 deputados do partido do presidente votaram contra a proposta, aprovada em duas votações com mais de 440 votos, uma ampla maioria.