Força Sindical: com alta da Selic, BC 'se curva aos especuladores'

Economia

Força Sindical: com alta da Selic, BC 'se curva aos especuladores'

Redação Folha Vitória

Brasília - A Força Sindical considera que ao aumentar a taxa Selic em 0,5 ponto porcentual, para 13,25% ao ano, o Banco Central "se curva de forma vergonhosa aos especuladores". Em nota, a entidade afirma que "é frustrante, neste momento em que nossa economia está estagnada, presenciarmos o Banco Central tomar medidas nefastas e bajular os rentistas, que vivem da especulação".

Ao adotar em medidas de aperto monetário, em um cenário de atividade econômica travada, com a indústria que vem acumulando resultados negativos mês após mês, o governo quer transformar o Brasil em "Paraíso dos Especuladores", critica a Força Sindical. A entidade avalia que medidas como a elevação da taxa básica de juros da economia representam políticas mal orientadas que deprimem ainda mais a economia, em vez de fazê-la crescer. "Infelizmente, a decisão do Copom fortalece os obstáculos ao desenvolvimento com distribuição de renda do País", aponta a entidade.

"Não podemos aceitar um Brasil estagnado, com economia cambaleante, desindustrialização, o desemprego batendo à porta dos trabalhadores, inflação alta e toda forma de desmandos em empresas estatais. Os insensíveis tecnocratas do Banco Central perderam, novamente, uma ótima oportunidade de afrouxar um pouco a corda que está estrangulando o setor produtivo, justamente quem gera emprego e renda", cita a nota da Força Sindical, assinada pelo presidente da entidade, Miguel Torres.