Novos empréstimos na China somam 1,18 trilhão de yuans em março

Economia

Novos empréstimos na China somam 1,18 trilhão de yuans em março

Redação Folha Vitória

Pequim - Os bancos chineses liberaram 1,18 trilhão de yuans (US$ 190 bilhões) em novos empréstimos em março, ante 1,02 trilhão de yuans em fevereiro e mais do que previam os economistas, segundo dados publicados hoje pelo Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês).

A projeção de 12 economistas consultados pelo Wall Street Journal era de 1,07 trilhão de yuans em novos empréstimos.

O financiamento social total, uma medida mais ampla do crédito na economia chinesa, também totalizou 1,18 trilhão de yuans em março, ante 1,35 trilhão de yuans em fevereiro. No primeiro trimestre do ano, o financiamento total alcançou 4,61 trilhões de yuans, abaixo dos 5,60 trilhões de yuans verificados no mesmo período de 2014.

A base monetária da China (M2) teve aumento anual de 11,6% em março, após subir em ritmo mais forte em fevereiro, de 12,5%. Neste caso, a previsão dos economistas era de ganho de 12,4%.

No fim do trimestre, as reservas internacionais do gigante asiático somavam US$ 3,73 trilhões, ante US$ 3,84 trilhões no final de dezembro. Fonte: Dow Jones Newswires.