Produção industrial cai em 11 dos 14 locais pesquisados pelo IBGE em fevereiro

Economia

Produção industrial cai em 11 dos 14 locais pesquisados pelo IBGE em fevereiro

Redação Folha Vitória

Rio - A indústria registrou recuo na produção de 11 dos 14 locais pesquisados na passagem de janeiro para fevereiro, segundo os dados da Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional, divulgados nesta quinta-feira, 7, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os recuos mais intensos foram registrados por Bahia (-7,9%) e Amazonas (-4,7%). A indústria baiana eliminou parte do avanço de 8,5% acumulado nos meses de dezembro e janeiro últimos, enquanto o parque industrial amazonense completou nove meses consecutivos de taxas negativas, período em que acumulou perda de 26,7%.

As demais quedas foram verificadas na Região Nordeste (-3,6%), Santa Catarina (-3,3%), Ceará (-2,8%, Pernambuco (-2,5%), São Paulo (-2,1%), Rio de Janeiro (-1,9%), Paraná (-1,6%), Rio Grande do Sul (-1,3%) e Minas Gerais (-0,7%).

Na direção oposta, houve avanços no Pará (6,2%), Espírito Santo (5,3%) e Goiás (4,1%).

No total nacional, a indústria encolheu 2,5% em fevereiro ante janeiro.

Comparação interanual

A produção do maior parque industrial do País, São Paulo, despencou 12,3% em fevereiro ante fevereiro de 2015, segundo o IBGE.

Embora fevereiro de 2016 tenha tido um dia útil a mais do que igual mês do ano anterior (19 dias úteis em fevereiro de 2016 ante 18 dias ante fevereiro de 2015), o total da indústria nacional mostrou redução de 9,8% na produção no período. O resultado negativo atingiu 12 dos 15 locais investigados.

Além de São Paulo, também recuou a produção Pernambuco (-26,2%), Amazonas (-25,0%), Espírito Santo (-18,6%), Minas Gerais (-11,6%), Ceará (-10,4%), Paraná (-9,0%), Rio Grande do Sul (-5,4%), Santa Catarina (-4,8%), Região Nordeste (-3,3%), Rio de Janeiro (-3,1%) e Goiás (-0,6%).

Os avanços foram registrados no Mato Grosso (18,1%), Pará (15,4%) e Bahia (11,0%).