• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Arteon Z conquista lote 8 em leilão de linha, ao oferecer desconto de 37,5%

  • COMPARTILHE
Economia

Arteon Z conquista lote 8 em leilão de linha, ao oferecer desconto de 37,5%

São Paulo - A Arteon Z Energia e Participações conquistou o lote 8 do leilão de transmissão que acontece nesta segunda-feira, 24, na B3. Foi o mais disputado até agora, com 15 propostas. A empresa ofereceu um deságio 37,5%, ou R$ 9,305 milhões pelo projeto, frente o valor máximo estabelecido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) de R$ 14.889.340,00.

Entre os demais proponentes do projeto estavam o Consórcio Resende, Consórcio Energia do Futuro, MTZ Energia, Fasttel-Cesbe, Enel, Consórcio Rio Grande, Sterlite Power Grid, MPE Engenharia, Consórcio Olympus, Cteep, Zopone e Consórcio Antares.

O Lote 8 consiste na subestação Resende, a ser instalada no estado do Rio de Janeiro, que tem investimento estimado em R$ 75,77 milhões. A entrada em operação comercial está prevista para agosto de 2020.

Lote 9

A RC Administração conquistou o lote 9 do leilão de transmissão, ao oferecer um deságio 31,75%, ou R$ 11,471 milhões pelo projeto, frente o valor máximo estabelecido pela Aneel de R$ 16.808.750,00. A empresa superou os lances feitos pela Zopone, com deságio de 11,20%, e a MTZ, que ofereceu desconto de 9,49%.

O Lote 9 é composto pela linha de transmissão de 230 kV Lagoa Nova II - Currais Novos II, com 28 quilômetros, e pela subestação Currais Novos II, a serem instalados no estado do Rio Grande do Norte. Os investimentos estão estimados em R$ 84,35 milhões. A entrada em operação comercial está prevista para agosto de 2021.

Lote 10

A Sterlite Power Grid Ventures conquistou o lote 10 do leilão de transmissão, ao oferecer um deságio 58,86%, ou R$ 34,532 milhões pelo projeto, frente o valor máximo estabelecido pela Aneel de R$ 83.956.380,00.

Outros três competidores disputaram o lote, entre os quais a CPFL, que fez o segundo maior lance, com desconto de 51,28%. Os consórcios EC Transmissão e Olympus também apresentaram propostas.

O Lote 10 é composto por empreendimentos a serem construídos no estado do Rio Grande do Sul, como as linhas de transmissão de 230 kV Garibaldi - Lajeado 3, com 47 quilômetros; Lajeado 2 - Lajeado 3, com 16,4 quilômetros, e Candiota 2 - Bagé 2, com 49 quilômetros; além das subestações Vinhedos e Lajeado 3 e do trecho de linha entre a subestação Vinhedos e o seccionamento da linha de transmissão Monte Claro - Garibaldi, com 2 quilômetros.

Os investimentos são estimados em R$ 395,28 milhões. A entrada em operação comercial está prevista para agosto de 2022.

Lote 11

A EDP do Brasil conquistou o seu segundo lote, ao vencer a disputa pelo lote 11 do leilão de transmissão. A companhia ofereceu um deságio 4,91%, ou R$ 30,2 milhões pelo projeto, frente o valor máximo estabelecido pela Aneel de R$ 31.759.510,00.

O Lote 11 é composto pelas linhas de transmissão de 230 kV Coelho Neto - Chapadinha II, com 74 quilômetros, e Miranda II - Chapadinha II, com 129 quilômetros, além da subestação Chapadinha II, a serem instalados no estado do Maranhão. Os investimentos estão estimados em R$ 159,538 milhões.

A entrada em operação comercial está prevista para agosto de 2021. Já o lote 12 não recebeu lances, já que os interessados cadastrados para disputar o projeto declararam que não tinham interesse em apresentar proposta financeira.

O lote, com Receita Anual Permitida (RAP) máxima de R$ 11.278.070,00, é composto pela linha de transmissão de 230 kV entre Imperatriz - Porto Franco, com 113 quilômetros de extensão, passando pelos Estados do Maranhão e Tocantins. A entrada em operação comercial está prevista para agosto de 2021.

No leilão desta segunda-feira estão 7,4 mil quilômetros de linhas de transmissão e 36 subestações distribuídos por 20 Estados brasileiros (Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins).