Aumenta taxa de desemprego entre capixabas com curso superior

Economia

Aumenta taxa de desemprego entre capixabas com curso superior

A falta de trabalho reduz o potencial de crescimento, empobrece as famílias e pressiona as contas públicas. Seus efeitos serão sentidos por muitos anos

Existe 'exército' de graduados desempregados no Estado Foto: Reprodução

O curso de graduação deixou de ser garantia de emprego, a taxa de desemprego entre trabalhadores com curso superior, no Espírito Santo, subiu entre os anos 2014 e 2016. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de graduados desempregados saltou de 12 para 21 mil, o que representa um aumento de 75%. 

Ainda segundo dados do IBGE, o número de estudantes com curso superior saltou de 346 para 395 mil, ou seja, um aumento de 14,16%. Quando se analisa os graduados desempregados, considerando o total de graduados, em 2014 a taxa de desemprego fica em 3,46% e em 2016 o número subiu para 5,31%. 

Já o número de pessoas empregadas aumentou de 268 para 308 mil, aumento de 17,55%, também considerando o período de 2014 a 2016. Quando se analisa os graduados empregados, considerando o total de graduados, em 2014 a taxa de emprego ficou em 77,45% e em 2016 ficou 77,97%, ou seja, a taxa de desemprego aumentou mais no período do que a taxa de emprego.